Avenida da Zona Norte vai ganhar Via Verde para amenizar o calor

Publicado em 18/09/2019 - 15:29 | Atualizado em 20/09/2019 - 12:59
Plantio da primeira muda do projeto Via Verde, na Zona Norte. Foto: Divulgação

Qual a melhor maneira de se comemorar o dia da árvore? Plantando uma? Que tal caprichar na comemoração e plantar 710 mudas? Pois nesta sexta-feira, 20, foi dado o pontapé inicial deste plantio.

A Fundação Parques e Jardins (FPJ), subordinada à Secretaria de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, ampliou o programa da Via Verde, na Avenida Martin Luther King Júnior, e vai realizar o plantio destas mudas nos seis quilômetros que atravessam os bairros de Inhaúma, Engenho da Rainha, Tomás Coelho e Del Castilho, todos na zona norte do Rio.

O programa prevê o plantio com espaçamento de cinco metros entre elas, para não prejudicar a iluminação pública do local. Além disso, doze canteiros já existentes na via vão receber verdadeiras ilhas de frescor, com árvores que irão fornecer sombra e ar puro para este ponto da cidade.

O diretor de arborização, José Fernando de Souza, explica que o objetivo é amenizar as altas temperaturas dos bairros.

– O projeto é maior do que apenas fazer o plantio dessas mudas em calçadas. Pensamos maior e vamos fazer pequenos bosques que vão refrescar o ar, criar mais áreas de sombra, além da criação de locais onde as famílias podem fazer piqueniques e passeios. Esse plantio vai ficar como um legado para nossos filhos e netos.

Os bairros da Zona Norte estão entre os mais quentes e movimentados da cidade. Segundo a CET-Rio, por lá circulam diariamente uma média de 44 mil veículos. Fernando Gonzalez, presidente da Fundação, exalta o impacto na melhoria do ar.

– A Avenida Martin Luther King Júnior tem um fluxo muito intenso de veículos e esse plantio só traz benefícios para a população que vai respirar um ar de melhor qualidade – diz Fernando.

O secretário Felipe Michel foi quem plantou a primeira das 710 mudas: foi um Aldrago. A previsão é que tudo esteja pronto até o fim de novembro, ou seja, antes do início do verão.

– O grande desafio da nossa geração é lutar pela sustentabilidade. Fazer o plantio de tantas árvores é celebrar o meio ambiente, enfeitar o bairro e melhorar a qualidade de vida dos moradores e de quem passa por lá – comemorou o secretário.