RGI chega a 197 famílias de baixa renda de Jacarepaguá: “Porta de entrada para outras conquistas”, diz moradora

Publicado em 08/11/2019 - 12:12 | Atualizado em 08/11/2019 - 16:45
Josias e Adelândia: "RGI é renascimento para uma nova vida". Foto: Edvaldo Reis / Prefeitura do RioJosias e Adelândia: "RGI é renascimento para uma nova vida". Foto: Edvaldo Reis / Prefeitura do Rio

Desde o início da atual gestão municipal, já são 12.309 famílias (48.374 pessoas) beneficiadas com o documento que realiza o sonho da casa própria. Nesta sexta-feira, 8 de novembro, chegou a vez de 197 novos proprietários, que vivem o Condomínio Parque Carioca III, em Jacarepaguá, Zona Oeste. A entrega do Registro Geral de Imóveis (RGI) foi feita a eles pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (outras três famílias também serão contempladas, assim que providenciarem documentações pendentes). Os moradores são oriundos, em sua maioria, da antiga Vila Autódromo, área degradada no mesmo bairro. A previsão, até o fim do governo, é de que o programa alcance 25 mil famílias (cerca de 100 mil pessoas).

– O RGI é tão importante quanto uma Certidão de Nascimento. É diferente quando a pessoa mora e tem o documento. Não é só posse, a pessoa passa a ser proprietária de verdade. E vamos fazer uma série de melhorias aqui, como revitalizar o parquinho, reformar a quadra local e construir uma academia para a terceira idade, além da instalação de um sinal de trânsito – afirmou Crivella.

Nair mostra o RGI, realização do sonho de ser proprietária do imóvel onde vive. Foto: Francisco Edson Alves / Prefeitura do Rio de Janeiro
Nair mostra o RGI, realização do sonho de ser proprietária do imóvel onde vive. Foto: Francisco Edson Alves / Prefeitura do Rio de Janeiro

O jardineiro Josias da Silva Santos, de 48 anos, e a esposa, Adelândia Barbosa, de 43, disseram que o RGI é um “símbolo de renascimento para uma nova vida”.

– Na Vila Autódromo, na verdade, sobrevivíamos, e não vivíamos, em meio a mosquitos, ratos, baratas e enchentes. Era terrível. Tínhamos que andar até três quilômetros para conseguir um ônibus. Hoje temos tudo, graças a Deus – contou Josias.

Para Nair Jacinto de Souza, de 61 anos, o documento de propriedade é mais do que a garantia sobre o imóvel:

– O RGI é a consolidação de uma luta por moradia decente e a porta de entrada para outras conquistas – explicou.

O RGI garante a propriedade dos apartamentos e significa a realização do sonho da casa própria. O Condomínio Parque Carioca III, inaugurado em 2014, tem 200 unidades, distribuídas em dez blocos. Os beneficiados foram reassentados após remoção de áreas de risco ou vítimas de desabamentos, deslizamentos ou temporais. Na atual gestão, já foram entregues cerca de nove mil moradias construídas pelo Minha Casa Minha Vida, ajudando a realizar o sonho de 35 mil pessoas que vivem na cidade do Rio.

– Sabemos da luta de vocês por uma moradia de qualidade, longe de violência, num ambiente bom, salubre, familiar. Comemorem e sejam felizes – disse o secretário municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação, Sebastião Bruno.

Saiba mais sobre o Minha Casa Minha Vida

Há duas formas de participação no programa: por reassentamento ou por sorteio, quando o candidato se inscreve para ser contemplado com o imóvel. O valor da prestação varia de R$ 80 a R$ 270 mensais. Os interessados devem ter mais de 18 anos e se inscrever na Rua da Constituição 34, Centro. Para a adesão é preciso apresentar a documentação original do titular do cadastro e do cônjuge, se houver. Os documentos são: carteira de identidade, certidão do registro civil, CPF, comprovante de residência, contracheque ou comprovante de benefícios que prove renda e certidão de nascimento de filhos menores de 18 anos. Podem participar do programa pessoas que não têm casa própria ou financiamento habitacional em qualquer localidade do Brasil e que nunca foram beneficiadas por programas de habitação social do governo.

Parque Carioca III, em Jacarepaguá: 197 famílias contempladas com RGI. Foto: Edvaldo Reis / Prefeitura do Rio
Parque Carioca III, em Jacarepaguá: 197 famílias contempladas com RGI. Foto: Edvaldo Reis / Prefeitura do Rio