Mutirões da Prefeitura no Recreio dos Bandeirantes chegam a quase 5 mil ações

Publicado em 20/02/2020 - 12:48 | Atualizado em 20/02/2020 - 13:26
A empresária Miriam Pires, disse ter unido o útil ao agradável: "Estou ensaiando para o Carnaval e fazendo exercício físico com a Academia Carioca". Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

Os dois mutirões realizados pela Prefeitura, essa semana, no Terreirão, comunidade do Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste da cidade, já fizeram cerca de 5 mil ações. Só do programa Prefeitura Mais Perto de Você os moradores da região obtiveram 4.717 serviços. Também são bastante expressivos os números parciais do Cuidar da Cidade, programa de zeladoria que está sendo executado na Praça Dr. Eurico Alencastro Massout e em 27 ruas e avenidas da comunidade. Por exemplo, já foram feitas 130 podas de árvores. Ao todo, cerca de 40 mil pessoas estão sendo beneficiadas.

– A procura pelos diversos serviços prestados à população está sendo um sucesso, como a vacinação contra o sarampo, que já atingiu 250 doses desde terça-feira – afirmou a assessora especial da Secretaria Municipal de saúde, Patrícia Kauffmann.

Larissa Martins, de 23 anos, recebeu a dose da vacina contra o sarampo da técnica de enfermagem, Carolina Pereira.

 

Larissa Martins, de 23 anos, disse que perdeu a carteira de vacinação e por isso resolveu tomar a vacina contra o sarampo. Foto. Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

 

– Perdi a minha carteira de vacinação há um bom tempo. Melhor prevenir do que remediar, como diz o ditado – disse Larissa.

Patrícia Kauffmann lembrou que a Secretaria Municipal de Saúde decidiu estender a imunização contra o sarampo à Marquês de Sapucaí. A vacinação será disponibilizada no Setor 7 do Sambódromo, numa tenda da Vigilância Sanitária.

Procura por serviços são sucesso nas tendas

Nesta quinta-feira, dezenas de pessoas começaram a procurar logo cedo os serviços da Prefeitura no Terreirão. Em ritmo de marchinhas, moradores participaram de um baile de carnaval, improvisado pela Academia Carioca, com direito até a máscaras.
– Uni o útil ao agradável aqui na praça. Ensaiando para o Carnaval e fazendo exercício físico – comentou a lojista Mirian Pires, 40.

 

Madalena Lima puxou a animação da ginástica, no ritmo de carnaval. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

 

José Silva, 72, por sua vez foi buscar informações sobre os programas sociais desenvolvidos pelo Centro de Referência em Assistência Social (Cras).

– Quero levar orientações sobre o funcionamento de programas como o Família Acolhedora, Reinserção Social e Conselho Tutelar, para os meus vizinhos – disse.

Mais de 50 árvores plantadas, 130 podadas, praça adotada e 65 lâmpadas trocadas

Segundo Paulo Mangueira, presidente da Comlurb, 130 árvores foram podadas no Terreirão de terça-feira até esta quinta-feira.

 

Rioluz já trocou 65 lâmpadas no Terreirão nos últimos dias. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

 

– Também já recolhemos 57 toneladas de entulhos, galhos e lixo. Só de papeleiras novas, instalamos mais 56 – detalhou Paulo Mangueira, ressaltando ainda que a área roçada na região já alcançou 16.824 metros quadrados (o equivalente a uns 10 campos de futebol).

Já a Rioluz, conforme o gerente regional da empresa, Gilson Carvalho, trocou 65 lâmpadas no mesmo período no Terreirão e ordenou a fiação ao longo de um quilômetro, aproximadamente.

A Fundação Parques e Jardins está deixando a região mais bonita e arejada.

 

As tendas de serviço da Prefeitura começaram a ser procurados logo no início da manhã. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

 

– Plantamos 50 árvores, de várias espécies, como Ypê e Pau Brasil, e fizemos 150 podas ornamentais – revelou Fernando Gonzales, presidente da Fundação Parques e Jardins.

Marcos de Ávila e Alessandro Xavier, empresários locais, até se animaram e vão adotar a Praça Dr. Eurico Alencastro Massout.

 

Marcos de Ávila e Alessandro Xavier vão adotar a Praça Dr. Eurico Alencastro Massout. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

 

– Vamos ajudar o poder público a manter essas melhorias que estão sendo feitas. Esse também é nosso papel de cidadãos – justifica Marcos.