Serviços veterinários e taxas da Vigilância Sanitária já podem ser pagas até com cartões de crédito

Publicado em 19/02/2020 - 15:50 | Atualizado em 19/02/2020 - 15:59
Serviços da Vigilância Sanitária passou a aceitar cartões de crédito e de débito. Foto: Nelson Duarte | Divulgação

Agora ficou ainda mais fácil cuidar da saúde do seu cão, gato ou outro animal de estimação. Para facilitar a vida dos donos dos pets, a Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses do Rio passou a aceitar cartões de crédito e de débito. A novidade vale para todos os serviços pagos do órgão e já foi implantada no Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman (IJV), que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 1.120, em São Cristóvão, no Complexo Zona Norte da Vigilância.

 

Outra novidade do programa de pagamento por meio de cartões – viabilizado pelo convênio da Secretaria Municipal de Fazenda (SMF) com uma operadora de meios eletrônicos – foi tornar possível o parcelamento em até 12 vezes do valor das taxas de licenciamento e de autuações emitidas via Documento de Arrecadação de Receitas Municipais (DARM). Terceiro órgão da Prefeitura do Rio a aderir o serviço (os outros dois são a Procuradoria Geral do Município e a própria SMF), a Vigilância trabalha para, em breve, implantar o serviço no Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho (CCZ), que fica no Largo do Bodegão, 150, em Santa Cruz, no Complexo Zona Oeste.

 

— Trabalhamos para agilizar o nosso atendimento e facilitar a vida de quem utiliza os nossos serviços. E esta modalidade nos permite avançar com as ações, oferecendo mais segurança aos nossos usuários, que não precisam mais andar com dinheiro em espécie — ressalta Márcia Rolim, subsecretaria de Vigilância Sanitária do Rio.

 

Elaine Oliveira, dona de uma gatinha que precisou de atendimento, comemorou a iniciativa da Vigilância.

 

— Fiquei muito feliz. Podendo usar o cartão fica mais fácil e melhor para todos que têm uma emergência e nem sempre está com dinheiro na mão — afirmou.

 

Serviços grátis – Além da facilidade de pagamento pelos serviços bem mais em conta para o bolso dos donos dos peludinhos, a Vigilância Sanitária mantém gratuitamente nas duas unidades o tratamento da esporotricose, castrações com microchipagem e cadastro no Registro Geral de Animais (RGA). Vale lembrar que a cirurgia de castração é para animais a partir de 5 meses, desde que estejam saudáveis, sem sinal ou sintoma de doença, sendo disponibilizadas até 2.500 vagas no IJV e no CCZ.

Já o cadastro no RGA é garantido para cães e gatos castrados ou em tratamento da esporotricose nas unidades da Prefeitura. Para os demais casos, a aplicação do chip tem preço de custo: R$ 25. Os estabelecimentos credenciados, no entanto, podem definir o valor para os procedimentos.