Prefeitura capacita mais ambulantes, quiosqueiros e locadores de brinquedos de áreas ao ar livre da cidade

Publicado em 23/07/2020 - 21:19 | Atualizado
A capacitação da Vigilância Sanitáraia na Quinta da Boa Vista. Foto: Prefeitura/Vigilância Sanitária

A Prefeitura do Rio, por meio da Subsecretaria de Vigilância Sanitária, capacitou nesta quinta-feira, 23/07, ambulantes, quiosqueiros e profissionais de brinquedos de aluguel que trabalham na Quinta da Boavista, em São Cristóvão, para o retorno com segurança das atividades de lazer no local. Foi a segunda turma do segmento qualificada esta semana sobre a importância da prática das Regras de Ouro e demais medidas de prevenção à Covid-19. A primeira foi na terça, 21/07, para um grupo de 50 trabalhadores do Parque Madureira, também na Zona Norte da cidade. Nas duas ações, técnicos da Superintendência de Educação e Projetos (Sipe) da pasta vinculada à Secretaria Municipal de Saúde levaram conhecimentos a 80 profissionais que receberam certificados.

Entre as orientações estão o uso obrigatório da máscara; a higienização das mãos com água e sabão líquido ou, quando não for possível, com álcool 70% em gel; a limpeza das embalagens dos produtos adquiridos, antes da utilização ou exposição à venda; e o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas.

– É muito importante a gente reforçar as orientações sobre as Regras de Ouro para favorecer o retorno gradativo das atividades com segurança para todos – ressaltou a enfermeira Andréa Mendonça, educadora sanitária da área de saúde da Vigilância.

Para os que trabalham com brinquedos de aluguel, as orientações foram sobre as práticas de limpeza que devem ser feitas a cada três horas, com destaque para a necessidade de higienização terminal dos equipamentos ao fim das atividades diárias. Outra recomendação foi sobre a importância da adoção de medidas para evitar aglomerações, como a redução da capacidade de uso dos brinquedos e a correta organização das filas para manter o distanciamento de segurança. Já os quiosqueiros e ambulantes, além das orientações básicas a todos os segmentos, os educadores da Vigilância Sanitária detalharam os processos da boa prática de higiene na manipulação de alimentos. Todos eles foram treinados para seguir as regras de distanciamento obrigatório das mesas e orientados sobre a proibição de música ao vivo como forma de evitar aglomerações.

O curso desta quinta, 23/07, foi mais um da série do programa de capacitações promovido pela Sipe desde março com foco na prevenção e combate ao novo coronavírus. Em quatro meses, já foram qualificados mais de 12 mil profissionais de diversas atividades do chamado setor regulado.

Link de Fotos:

https://www.flickr.com/photos/184860631@N07/albums/72157715209825482

Crédito: Prefeitura do Rio/Vigilância Sanitária