Blitz na Central fiscaliza funcionamento de elevadores para cadeirantes em ônibus

Publicado em 25/09/2019 - 15:49 | Atualizado em 25/09/2019 - 17:23
Blitz na Central do Brasil: ação é muito mais educativa do que punitiva. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do RioBlitz na Central do Brasil: ação é muito mais educativa do que punitiva. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio

Para marcar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, comemorado em 21 de setembro, a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Tecnologia realizou a blitz Rio + Acessível nesta quarta-feira, 25, na Central do Brasil. Em parceria com a Secretaria de Transportes, equipes fiscalizaram ônibus para certificar o estado de conservação e o funcionamento de elevadores para cadeirantes. O objetivo da secretaria é tornar a blitz periódica, nos moldes da Lei Seca.

– A blitz não é só para fiscalizar. Nossa ideia é chamar a atenção da sociedade para a necessidade de respeito aos direitos das pessoas com deficiência, principalmente no transporte público – explica o secretário da Pessoa com Deficiência e Tecnologia, Marco San.

Durante a blitz foi feita panfletagem na Central para conscientizar a população sobre os direitos das pessoas com deficiência. A ação, destaca o secretário, tem um caráter muito mais educativo que punitivo:

– Sabemos que o equipamento é lento, mas a pessoa com deficiência também precisa do transporte público. Ela precisa trabalhar, ir ao tratamento médico, visitar alguém. A pessoa com deficiência é um cidadão com os mesmo direitos de qualquer um. Vamos reforçar a empatia – diz San.