Prefeitura do Rio atua em apoio a vítimas e na apuração das causas de acidente com BRT na Zona Oeste

Publicado em 03/09/2020 - 15:20 | Atualizado
Reboque da CET-Rio retira ônibus articulado que sofreu acidente em estação do BRT. Foto: divulgação / Prefeitura do Rio
A Prefeitura do Rio agiu prontamente no local do acidente com o ônibus do BRT, nesta quinta-feira (03/09), na estação Interlagos, na Zona Oeste. Logo depois da ocorrência, equipes de diversos órgãos atuaram no auxílio às vítimas, todas sem gravidade, e na apuração das causas do acidente. Funcionários da Secretaria Municipal de Transportes, CET-Rio, Guarda Municipal, Comlurb e Defesa Civil foram acionados pelo Centro de Operações Rio (COR), que emitiu também alertas à população via redes sociais e aplicativo.

A rede municipal de saúde atendeu seis pessoas com ferimentos leves. E uma equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos foi ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para prestar apoio a vítimas e familiares.

Reboques da CET-Rio foram usados para remoção do ônibus articulado do BRT. Guardas municipais atuaram no controle do trânsito no local.

Agentes da Secretaria Municipal de Transportes fizeram o primeiro isolamento da estação atingida e deram o apoio inicial às vítimas e ao motorista, que agiu de maneira prudente, preservando a vida dos passageiros, ao desviar de uma viatura da PM que acessou a pista do BRT de forma repentina.

– A Prefeitura atuou de maneira articulada, por meio de coordenação de esforços, nesse acidente que, por cautela do motorista do BRT, não teve consequências desastrosas. Isso mostra a importância de manter em dia os cursos de reciclagem e de direção defensiva dos condutores do sistema. Hoje, o Edinaldo foi um herói e resguardou a vida de cerca de 50 cariocas que se deslocavam em um dia comum pela cidade. Por fim, as equipes agiram rápido, concluindo a remoção do articulado envolvido na colisão, que não provocou maiores danos à estação Interlagos, às 14h – disse o subsecretário de Transportes, Allan Borges, que permaneceu no local durante a manhã e a tarde.
  • 3 de setembro de 2020