Prefeitura assina protocolo de intenções para compra e reativação do Mercadinho São José

Publicado em 23/02/2023 - 18:08 | Atualizado
O Mercadinho São José, em Laranjeiras, está fechado desde 2018 - Beth Santos/Prefeitura do Rio

O prefeito Eduardo Paes, o ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, e o presidente do INSS, Glauco Wamburg, participaram, nesta quinta-feira (23/2), da assinatura do protocolo de intenções para a compra e posterior reativação do Mercado São José das Artes, conhecido como Mercadinho São José, em Laranjeiras, pela Prefeitura do Rio. Um dos polos culturais e gastronômicos mais famosos da Zona Sul, o Mercadinho está fechado desde 2018, quando o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) – proprietário do imóvel – conseguiu retomá-lo judicialmente. Desde então, o mercado permanecia com destino indefinido.

– Este mercado, até alguns anos atrás, era um espaço em que as famílias vinham, as pessoas frequentavam, tinha atividade cultural, muita gastronomia. De repente, esse prédio tão bonito ficou abandonado. Na hora que você tem uma ocupação de um lugar a partir de regras bem definidas, o local que tinha virado um ponto de degradação da vida urbana passa a ser um ativo para a cidade. Assinamos hoje esse protocolo de intenções em que manifestamos o nosso desejo de adquirir esse imóvel e dar uma destinação adequada a ele – afirmou Eduardo Paes.

A proposta foi apresentada pelo secretário municipal de Trabalho e Renda, Everton Gomes, ao ministro e ao prefeito, que decidiu fazer no local um centro gastronômico, retomando os empregos perdidos e devolvendo o espaço para a sua vocação. Durante o encontro, Eduardo Paes e Carlos Lupi também trataram de outros locais na cidade do Rio pertencentes ao INSS que estão abandonados, caso de um prédio na Avenida Venezuela, no Centro. O prefeito do Rio manifestou o desejo de também dar uma destinação ao local, e o ministro ficou de avaliar a situação.

– Estamos fazendo aqui o que espero que seja uma espécie de modelo para gestão do INSS, do Ministério da Previdência Social e todo o Brasil. Nós temos mais de dois mil imóveis do INSS no Rio. Estamos assinando esse termo de cooperação para passar o imóvel para a Prefeitura. O que eu quero é que todos os prédios públicos tenham a preservação do espaço que a população necessita. O Mercadinho São José já foi uma referência no bairro de Laranjeiras. Não adianta o governo federal ter um monte de imóvel sem utilidade e ficar esperando ser invadido. Tenho certeza que esse será o primeiro de muitos convênios – disse Carlos Lupi.

A reforma do local também impulsiona a economia carioca que já avança, tendo apenas um dígito de desemprego neste último trimestre.

– Quando vi a invasão no início do mês e que o mercadinho era do INSS, apresentei a ideia ao ministro e ao prefeito de revitalizarmos o local, gerando trabalho e renda na cidade e devolvendo o espaço para sua vocação. Estarmos hoje juntos, governo federal e municipal, tem um simbolismo muito grande, de integração em prol da criação de novos empregos no Rio. A recuperação do mercadinho vai ajudar nesta retomada da economia carioca que já avança, tendo apenas um dígito de desemprego neste último trimestre – pontuou o secretário de Trabalho e Renda, Everton Gomes.

O Mercadinho foi inaugurado em 31 de maio de 1944 – Beth Santos/Prefeitura do Rio

 

Mercado fará 80 anos em 2024

O Mercadinho São José completa 80 anos em 2024, tendo sido inaugurado em 31 de maio de 1944. Criado à época pelo então presidente Getúlio Vargas, o local, que funcionou como uma senzala e um celeiro de uma fazenda localizada no Parque Guinle, na época do Império, foi transformado em mercado de hortifrutigranjeiros para abastecer a população com produtos mais baratos durante a Segunda Guerra. Posteriormente, abrigou bares e restaurantes, se tornando um dos points preferidos de cariocas e turistas.

– Esse protocolo assinado hoje é muito importante principalmente para nossa economia local. Um espaço tombado, com uma importância histórica para o bairro de Laranjeiras. No início do mês foi invadido, e a população reclama desse tempo todo em que o Mercadinho está fechado. Ter um espaço revitalizado, com vida, com bares e restaurantes vai trazer mais segurança e girar a economia local. Ele vai funcionar como mais um espaço de entretenimento para toda a cidade – declarou o subprefeito da Zona Sul, Flávio Valle.

  • 23 de fevereiro de 2023
  • Skip to content