Zona Oeste lidera chamados no Disk Aglomeração

Publicado em 03/04/2020 - 14:36 | Atualizado

Coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), o Disk Aglomeração atua, nesta sexta-feira, dia 3, em caráter educativo, em áreas do Centro; Madureira, na Zona Norte; e Jacarepaguá, Barra da Tijuca e Bangu, na Zona Oeste.


serviço funciona por meio da Central 1746. As demandas recebidas pelo canal são filtradas na base operacional do Riocentro, por prioridade e por região, para otimizar as ações. A partir daí, cerca de 30 agentes, divididos em cinco equipes, são destacados exclusivamente para os atendimentos.


Os bairros da Zona Oeste estão entre os mais demandados. No Top 10 das solicitações estão: Campo Grande, Centro, Bangu, Barra da Tijuca, Realengo, Tijuca, Santa Cruz, Recreio dos Bandeirantes, Taquara e Copacabana.


Em três dias de operação, já foram atendidos mais de 300 chamados. A prioridade é para aqueles com demandas específicas à finalidade do serviço, como aglomerações em estabelecimentos comerciais essenciais, áreas públicas de lazer e filas.


Distância e placas – As ações visam fiscalizar reuniões (sem aparente justificativa) de dez pessoas ou mais sem a observância de um metro e meio de distância entre elas. Este e outros detalhes do serviço constam do Decreto 47.328, publicado no Diário Oficial do município da última segunda-feira, 30. De acordo com o texto, os estabelecimentos essenciais em funcionamento deverão instalar informativos (placas ou cópias em papel) destacando o Disque 1746 em pontos de fácil visibilidade. Os proprietários têm prazo de cinco dias úteis (que acaba nesta sexta-feira, 3 de abril) para afixar os avisos.

  • 3 de abril de 2020