Agentes da CETC aplicam mais de 210 multas e removem 61 vans e kombis

Publicado em 28/06/2019 - 13:59 | Atualizado em 28/06/2019 - 14:04
  • Início/
  • /
  • Agentes da CETC aplicam mais de 210 multas e removem 61 vans e kombis

Fiscais flagram van pirata com câmera interna para controle de fluxo de passageiros

Fiscais da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), removeram 61 vans e kombis – 12 piratas – desde a última segunda-feira(24). Ao todo, foram aplicadas 213 multas pelas equipes, que realizaram ações em diversos bairros com o objetivo de oferecer mais segurança na mobilidade dos usuários do transporte complementar, fiscalizar os serviços prestados e reprimir o transporte ilegal realizado por vans piratas.

Em Santa Cruz, na tarde de quarta-feira, os fiscais flagraram uma van pirata circulando pelo bairro. A equipe realizava uma ação de rotina e, ao abordarem o motorista do veículo, constataram que, além do péssimo estado de conservação,  havia um sistema interno de monitoramento por vídeo instalado com o objetivo de realizar o controle de fluxo de passageiros.


Entre as irregularidades flagradas pelos agentes, destacam-se: van em mau estado de conservação, selo vencido, licença fora da validade, motorista manuseando celular ao volante, van  estacionada em local proibido e lotação excedente.De janeiro a maio deste ano, a CETC  removeu 1574 vans e kombis das ruas do município. Deste total, 294 eram piratas.

Durante as abordagens, os fiscais orientam os permissionários quanto à conduta na prestação do serviço de acordo com o código disciplinar que rege a categoria e Código de Trânsito Brasileiro(CTB). As operações ocorrem diariamente e são planejadas pela equipe com base em informações via 1746 e do setor de inteligência, obedecendo à especificidade de cada região.

Todos os utilitários rebocados são encaminhados aos depósitos do Recreio e São Cristóvão. A CETC destaca a importância da população no registro de denúncias, que são anônimas, e podem ser realizadas por meio da central 1746 em posse da placa, data, horário e local  com o objetivo de auxiliar no planejamento das ações