Sexto mutirão cirúrgico opera 43 hérnias no mesmo dia

Publicado em 20/11/2019 - 18:45 | Atualizado em 21/11/2019 - 18:08
Cirurgia de hernia no Hospital Municipal Nossa Senhora do LoretoCirurgia de hernia no Hospital Municipal Nossa Senhora do Loreto. Foto: Mariana Ramos / Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deu início hoje, 20 de novembro, a mais um mutirão de cirurgias da Prefeitura do Rio. Em pleno feriado, dia em que normalmente não ocorrem as chamadas cirurgias eletivas (sem urgência), 43 casos de hérnia foram operados nos hospitais participantes da ação. O mutirão é o sexto realizado pela SMS desde o início do governo Marcelo Crivella, com objetivo de dar vazão aos procedimentos com maiores demandas no Sistema de Regulação do Município, o SISREG. O mutirão continua nos próximos sábados e em terceiro turno, conforme planejamento de cada unidade, com meta de fazer 320 cirurgias por mês.

No total, são cinco hospitais da rede municipal que realizarão as cirurgias de hérnia, em crianças e em adultos: Jesus, Nossa Senhora do Loreto, Ronaldo Gazolla, Piedade e Francisco da Silva Telles. De 2017 até agora, a rede SUS no município realizou mais de 16 mil cirurgias de hérnia agendadas pelo SISREG, sendo 3.699 somente no Corujão Carioca, um dos cinco mutirões realizados anteriormente pela SMS. Desde o início da atual gestão, já foram realizados cinco mutirões cirúrgicos: ortopedia, catarata, corujão carioca, de filas internas e otoplastia, nos quais mais de 30 mil pacientes foram beneficiados. De 2017 até setembro deste ano, foram feitas 270 mil cirurgias em toda rede municipal.

“Os mutirões são ações importantes para uma resposta rápida às demandas da população. As nossas unidades têm a missão no SUS de atendimento à obstetrícia e às emergências do trauma. Com isso, as cirurgias eletivas competem com essas urgências. Com a utilização dos centros cirúrgicos em turnos extras, conseguiremos realizar essas cirurgias mais rapidamente”, explica a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch.

Mais sobre os outros mutirões:

OTOPLASTIA
Cirurgia realizada em pessoas com a conhecida “orelha de abano” e que tenham o desejo de fazer a correção. Lançado no fim de março, o mutirão realizou 230 operações em três hospitais da rede municipal: Jesus, Barata Ribeiro e Nossa Senhora do Loreto.
Período do mutirão: Março a Junho de 2019

CIRURGIAS ORTOPÉDICAS
O mutirão de cirurgias ortopédicas aconteceu em 13 etapas, de janeiro a abril de 2019, e operou 1.020 pessoas. A ação aconteceu sempre aos sábados e domingos e foi realizada por equipes extras ao plantão, sem interferência nas cirurgias de emergência.
Período do mutirão: janeiro a abril de 2019

CIRURGIAS DE CATARATA
Já o mutirão de cirurgias de catarata, que começou em abril de 2018, foi uma das ações de maior sucesso. A meta inicial era de 15 mil cirurgias, mas foram realizados 20.566 procedimentos, incluindo rede própria municipal, hospitais universitários e clínicas privadas contratualizadas.
Período do mutirão: abril a dezembro de 2018

CORUJÃO CARIOCA
Outra ação foi o Corujão Carioca, com cirurgias eletivas realizadas no terceiro turno e nos fins de semana. Realizado de março a novembro de 2018, totalizou 8.016 cirurgias de hérnia, oftalmológicas, vasectomia e postectomia, que eram alguns dos procedimentos com maiores demandas na plataforma do SISREG.
Período do mutirão: março a novembro de 2018

MUTIRÃO PARA AGILIZAR FILAS INTERNAS
O primeiro mutirão aconteceu logo no início da gestão, para agilizar as filas cirúrgicas internas dos hospitais. Entre o fim de janeiro e março de 2017, foram 488 procedimentos, sempre nos fins de semana.
Período do mutirão: janeiro a março de 2017

  • 20 de novembro de 2019