Rio aplica a segunda dose de reforço contra a Covid-19 em idosos de 60 anos ou mais

Publicado em 10/05/2022 - 17:55 | Atualizado em 10/05/2022 - 20:30
  • Início/
  • /
  • Rio aplica a segunda dose de reforço contra a Covid-19 em idosos de 60 anos ou mais
Vacinação contra a Covid-19 - Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

Com o avanço do calendário da vacinação com a segunda dose de reforço (DR2) contra Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS-Rio) amplia, a partir desta quarta-feira (11/5), a faixa etária contemplada. Todos os idosos a partir de 60 anos já podem garantir o segundo reforço no seu esquema vacinal, respeitando o intervalo mínimo de quatro meses após o primeiro reforço.

 

– Os idosos são um dos públicos mais vulneráveis à Covid-19 e as doses de reforço têm se mostrado fundamentais na manutenção da imunidade contra a doença. É um grupo que alcançou um bom índice de cobertura vacinal na primeira dose de reforço, e esperamos recebê-los novamente nos nossos postos para renovar a proteção contra a doença. A vacinação é o principal aliado para o enfrentamento da pandemia – destacou o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Prado.

 

Para receber a DR2, o idoso deve apresentar boas condições de saúde. Em caso de quadro gripal, a vacinação deve ser adiada até o fim dos sintomas; ou se for caso confirmado de Covid-19 especificamente, o recomendado é aguardar 30 dias desde o teste positivo ou do início dos sintomas. A vacina contra Covid-19 está disponível nas 236 unidades de Atenção Primária e nos postos extras de vacinação espalhados pela cidade. Mais informações sobre os locais e horário de funcionamento estão disponíveis em coronavirus.rio/vacina.

Ao comparecerem aos postos para receber a nova dose, os idosos com 60 anos ou mais podem, ainda, aproveitar a oportunidade para se vacinar também contra influenza.

 

– Com a proximidade do inverno, a gripe passa a ser mais uma preocupação, por causa das complicações que pode ocasionar em idosos, entre outros grupos. As duas vacinas podem ser aplicadas no mesmo momento, com toda segurança – completou o secretário Rodrigo Prado.

 

Secretaria de Saúde alerta para os riscos da baixa vacinação contra a gripe

  • 10 de maio de 2022