Prefeitura do Rio cede 38 equipamentos para  São João de Meriti, Volta Redonda e Miracema

Publicado em 12/07/2020 - 21:17 | Atualizado em 13/07/2020 - 14:57
Equipamentos cedidos pela Prefeitura ajudarão o combate ao novo coronavírus em outros municípios. Foto: Marco Antônio Rezende/Prefeitura do Rio

O prefeito Marcelo Crivella entregou neste domingo (12/07)  38 equipamentos que irão ajudar na luta contra a Covid-19  nos municípios de São João de Meriti, Miracema e Volta Redonda.   São 19 respiradores e 19 monitores, o que permitirá a abertura de mais leitos de UTI nestas cidades.

Com o auxílio ao sistema de saúde municipal, 18 cidades fluminenses já foram beneficiadas com cessão de equipamentos pela Prefeitura do Rio, que já ajudou também o governo do Estado. Os aparelhos ficarão cedidos enquanto durar a pandemia, garantindo a oferta de mais leitos dedicados ao tratamento de pacientes com coronavírus. Durante a cerimônia deste domingo, representantes das três prefeituras beneficiadas com a cessão dos equipamentos agradeceram ao prefeito Crivella pela iniciativa.

– Hoje, Miracema, Volta Redonda e São João do Meriti receberam monitores e respiradores aqui do Rio de Janeiro. Para nós, é uma alegria. O Rio se engrandece, se enobrece, se dignifica, ajudando os demais municípios – afirmou Crivella.

Queda de óbitos comprova acerto da estratégia adotada pela Prefeitura

Crivella exibiu também gráficos com os registros de sepultamentos e óbitos na cidade, que atingiram seu pico em maio deste ano. Desde então, os índices vem caindo. Em maio, os óbitos por Covid-19 chegaram a 1.880, caindo para 1.039 em junho e 190 neste mês, até o momento. Quando se somam a esses óbitos os de casos suspeitos, a tendência se mantém (3.985, 1.558 e 288, respectivamente).

– As medidas adotadas estão dando resultado. Devemos mantê-las: evitar aglomeração; as pessoas com idade e comorbidade devem ficar em casa se protegendo; devemos usar mascaras em todos os lugares que formos. Isso, com certeza, fará com que essas curvas diminuam até que venha a vacina, até que os tratamentos com antibióticos possam chegar a toda a população, que a gente fique livre desse pesadelo – afirmou Crivella.

Confira as 18 cidades que já receberam equipamentos:

Teresópolis, Duque de Caxias, Queimados, Itaguaí, Petrópolis, Nova Iguaçu, Barra do Piraí, Guapimirim, Seropédica, Mangaratiba, Campos, Miguel Pereira, Rio das Ostras, Barra Mansa, Mendes, São João de Meriti, Miracema e Volta Redonda.

Ciclovia do Leblon passa a se chamar Alfredo Sirkis

Crivella também assinou neste domingo decreto que altera o nome da Ciclovia do Leblon para Ciclovia Alfredo Sirkis, ex-político, ambientalista, jornalista e escritor, falecido na última sexta-feira.  O decreto 47.599 será publicado na segunda-feira (13/07) no Diário Oficial do Município. Localizada na Zona Sul, a ciclovia foi inaugurada em 1991. Com 1,3 Km de extensão, começa no canal do Jardim de Alah e termina no canal da Avenida Visconde de Albuquerque.

– Ele era um líder político da nossa terra e um grande militante do meio ambiente. Imaginava que o Rio de Janeiro precisava ter um outro modal, que não queimasse tanto combustível. Então a ciclovia, do Jardim de Alah até a Niemeyer, vai ter o nome dele – afirmou Crivella.