Pacientes elogiam atendimento no Rocha Faria

Publicado em 05/07/2019 - 13:03 | Atualizado em 22/11/2019 - 18:01

O Hospital Municipal Rocha Faria completa 79 anos neste sábado, dia 6.  A unidade, administrada pela RioSaúde desde fevereiro de 2018, acolhe, em  média, 600 pessoas por dia. O bom atendimento no hospital é medido pela satisfação dos pacientes e acompanhantes. Nos totens instalados na emergência da unidade, pacientes e acompanhantes opinam sobre o atendimento recebido.  Conheça  das histórias de Carolaine e Priscila, duas pacientes assistidas na unidade que não poupam elogios para o atendimento prestado pelo hospital:

Uma segunda chance

Carolaine Cristina Siqueira Nildo, 18 anos, deu à luz a Lucas Gabriel há um mês na maternidade do Hospital Municipal Rocha Faria. Como ele nasceu de 8 meses e com baixo peso, apenas 1.240Kg, precisou ficar internado na Unidade Intensiva. Apesar das dificuldades para comparecer à unidade diariamente, ela não abre mão de estar presente, amamentar e cuidar do seu filho. A mãe é só elogios quando o assunto é o atendimento prestado à ela e ao filho no Hospital Rocha Faria. Ela ressalta que a equipe não mede esforços para levar sempre o melhor para os bebês internados na unidade.

 

Elogio ao atendimento do Hospital Municipal Rocha Faria
Carolaine Siqueira ressalta que a equipe não mede esforços para levar sempre o melhor para os bebês internados na unidade

“Foi tudo ótimo! Tanto em relação ao meu atendimento quanto a do meu filho. Não posso reclamar de nada. As médicas foram ótimas. Tudo que eu perguntava, elas me falavam.”

Essa foi a segunda gestação de Carolaine que, infelizmente, perdeu o seu primeiro filho há três anos. Pouco tempo depois,  a vida lhe deu um presente, a oportunidade de criar o sobrinho, Nathan. Agora com a chegada de Lucas, a felicidade dela está completa e a família aguarda ansiosa pela alta do bebê.

 “A família está doida para ver ele. Minha mãe é a que mais liga. Meu sobrinho de três anos que crio fica pedindo para eu levar o Lucas para brincar.  Antes, ele não queria nem saber do bebê, pois tinha ciúmes, mas agora só fala disso e está doido para ver o primo. Eu pergunto o que o Lucas é dele e ele responde que não é primo, é irmão.”

Como gratidão a todos os profissionais, que de alguma forma cuidaram e ainda cuidam do seu filho, ela deixa um recado:

 “Só tenho a agradecer a todos! Médicas e enfermeiros, que cuidaram de mim e do meu filho durante o parto e aos profissionais que continuam cuidando do meu pequeno Lucas.”

São histórias como a da Carolaine que motivam os profissionais do Hospital Municipal Rocha Faria. O objetivo é continuar fazendo a diferença e transformando positivamente a vida das pessoas.

“Eu escolhi estar aqui”

“Não era nem  a minha indicação, mas como eu fui tão bem atendida  no Rocha Faria  quando tive a minha outra filha,  não quis ir para outra unidade. Seria uma coisa nova, eu não conhecia o atendimento de lá, então preferi não arriscar.”

Essa frase é da Priscila dos Santos Marques, 32 anos, que está internada na maternidade do Hospital Municipal Rocha Faria há dois meses esperando o momento certo para chegada do seu bebê. A unidade é referência para partos da região de Campo Grande e adjacências.

Priscila conta que durante esses dois meses de internação tem recebido muito carinho e atenção das equipes.

 

Paciente elogia atendimento no Hospital Municipal Rocha Faria
Priscila dos Santos Marques conta que tem recebido muito carinho e atenção das equipes

 

“Fui muito bem atendida, tanto pelos médicos como pela equipe de enfermagem. Eu já esperava por isso. Essa é a segunda vez que venho pra cá e na outra gestação  também fui muito bem atendida.”

O tempo de internação traz a sensação de familiaridade e aproxima as pessoas, fazendo aflorar novos laços de amizade. Priscila é querida por vários funcionários e conhece todas as equipes plantonistas, desde médicos até os profissionais da limpeza e da copa.

Apesar de todo carinho que vem recebendo, Priscila não vê a hora de carregar  Manuela nos braços .

 “A família tá muito ansiosa para o nascimento.  A gente só fica em paz quando pega nosso filho  no colo e vê que está tudo bem. Não há como não ficar  ansiosa para esse momento que está chegando.”

Hospital Amigo da Criança,  selo de qualidade conferido pelo Ministério da Saúde, o Rocha  Faria realiza, em média,  450 partos por mês.

 

Leia também outras notícias sobre unidades da RioSaúde:

 

Fique por dentro de tudo o que acontece na Secretaria Municipal de Saúde do Rio e nos siga nas redes sociais!

   

  • 5 de julho de 2019