Mutirões da prefeitura operam 128 pessoas no fim de semana

Publicado em 15/04/2019 - 11:40 | Atualizado em 15/04/2019 - 11:44
  • Início/
  • /
  • Mutirões da prefeitura operam 128 pessoas no fim de semana
Mutirão ortopédico

Hospitais da rede municipal tiveram mais um fim de semana de muitas cirurgias, com dois mutirões em curso. Pelo mutirão ortopédico, foram 109 pessoas operadas, totalizando 1.020 procedimentos nas 13 etapas da ação. No de otoplastia, para correção da chamada “orelha de abano”, foram 19 cirurgias. Os mutirões foram lançados pelo prefeito Marcelo Crivella e acontecem sempre nos fins de semana, com equipes extras aos plantões, para não impactarem na rotina cirúrgica ou nos atendimentos de emergência dos 11 hospitais envolvidos.

Iniciado em janeiro, o mutirão de cirurgias ortopédicas vem reduzindo o tempo de internação de casos menos complexos de ortopedia, muito comuns nos hospitais de emergência. Por serem cirurgias consideradas eletivas, são pacientes que passam alguns períodos internados aguardando para serem operados, já que a prioridade nessas unidades são os casos de maior gravidade e risco. Já a ação de otoplastia começou no dia 31 de março e fechou sua terceira etapa neste fim de semana.

Com mais esta etapa do mutirão ortopédico, o número de cirurgias na ação já chega a 1.020, superando em 48,47% a meta até aqui, que era de 687 procedimentos. Foram, portanto, 333 cirurgias a mais. Somente neste fim de semana, estavam inicialmente previstas 60 operações e foram realizadas 49 a mais. Esta ação acontece em nove hospitais da rede de atenção da Secretaria Municipal de Saúde Souza Aguiar, Miguel Couto, Lourenço Jorge, Barata Ribeiro, Salgado Filho, Evandro Filho, Albert Schweitzer, Rocha Faria e Pedro II.

O mutirão de otoplastia é realizado em três hospitais municipais: Barata Ribeiro, Jesus e Nossa Senhora do Loreto, todos com a especialidade de cirurgia plástica. Nas três etapas realizadas, a ação totaliza 55 procedimentos, a maior parte deles em crianças e adolescentes – a cirurgia é indicada em pacientes a partir dos 7 anos. Todos os atendidos no mutirão estavam inscritos para o procedimento no Sistema de Regulação (SISREG). Pessoas ainda não inscritas, mas com indicação para a cirurgia, devem procurar a sua unidade de Atenção Primária de referência (Clínica da Família ou Centro Municipal de Saúde) para avaliação e inserção no sistema.

Categoria: Saúde

15 de abril de 2019