Prefeitura investe mais de R$ 112 milhões em reformas de viadutos, passarelas e túneis

Publicado em 21/05/2019 - 16:56 | Atualizado em 22/05/2019 - 17:32
  • Início/
  • /
  • Prefeitura investe mais de R$ 112 milhões em reformas de viadutos, passarelas e túneis
Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, na Zona Sul, é um dos que serão reformados. Foto: Maurício Val / Prefeitura do RioTúnel Acústico Rafael Mascarenhas, na Zona Sul, é um dos que serão reformados. Foto: Maurício Val / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH), vai reformar 11 passarelas, cinco viadutos e três túneis. As obras têm valor total de mais de R$ 112 milhões.

A secretaria já deu início ao processo de licitação, e a previsão para início das intervenções é de até 90 dias.

Técnicos da SMIH avaliaram todas as passarelas e viadutos da cidade e definiram como prioritárias as intervenções nas seguintes estruturas:

Viadutos

• Viaduto da Mangueira
• Viaduto Jardel Filho (Laranjeiras)
• Viaduto Engenheiro Antonio Alves de Noronha (Barra)
• Viaduto Saint Hilaire (Lagoa)
• Ponte da Barra

Passarelas

• Rio da Prata (Campo Grande)
• Passarela 37 da Avenida Brasil
• Cinco passarelas sobre o Rio Cação Vermelho (Antares- Santa Cruz)
• Passarela do Hospital Salgado Filho (Meier)
• Passarela sobre a Avenida Menezes Cortes (Engenho de Dentro)
• Duas passarelas sobre o Rio Lucas, em Brás de Pina

Conheça os três túneis que passarão por reformas

Os túneis também vão passar por reformas. Inicialmente, serão três. As prioridades foram definidas por um grupo multidisciplinar, formado por técnicos da SMIH, Coordenadoria Geral de Projetos (CGP), Coordenadoria Geral de Obras (CGO), Geo-Rio, Rioluz, Comlurb, Cet-Rio e Secretaria Municipal de Conservação. Foram avaliados os 17 túneis mantidos pela Prefeitura (os túneis nos locais de concessão, são de responsabilidade das concessionárias) e ficou definidos que os que os que mais necessitam de investimentos são o Rafael Mascarenhas, o Rebouças e o Zuzu Angel. Os três juntos vão receber reformas no valor de R$ 97 milhões de reais.

Além dessas reformas, a SMIH está atuando com mais de 50 obras emergenciais por conta das chuvas de fevereiro e abril. Assim que elas forem finalizadas, a prefeitura pretende dar continuidade às reformas em outras obras de arte especiais da cidade.