Operação apreende carretéis de linhas cortantes com cerol em festival de pipa

Publicado em 14/04/2019 - 11:45 | Atualizado em 14/04/2019 - 12:55
Guardas municipais apreendem linhas com cerol em festival de pipaGuardas municipais apreendem linhas com cerol em festival de pipa. Foto: Divulgaçãp Prefeitura do Rio
Evento no Flamengo foi cancelado pela Superintendência da Zona Sul
Uma operação conjunta da Superintendência da Zona Sul, Guarda Municipal, Polícia Militar e Administração do Parque do Flamengo, impediu a realização de um festival de pipas que aconteceria na Praia do Flamengo, na noite de ontem e madrugada deste sábado (13/04). Durante a ação preventiva, os agentes apreenderam 12 carretéis de linhas com cerol, material cortante, que seriam utilizadas por praticantes de pipas que se reuniam no local.
– A utilização desta linha cortante causa risco aos frequentadores da Praia do Flamengo e também aos animais. A fiscalização será permanente para acabar com este absurdo que já matou e mutilou pessoas – afirmou o superintendente da Zona Sul, Marcelo Maywald, que coordenou a ação na Praia do Flamengo.
De acordo com oo superintendente, o problema não é soltar pipa, mas sim utilizar as linhas proibidas. A Lei municipal nº 5414, de 25 de maio de 2012, proíbe o uso e a comercialização das linhas chilena (que é composta de óxido de alumínio e algodão), de cerol (mistura de pó de vidro com cola de madeira) ou de outros materiais cortantes em pipas, papagaios, pandorgas e semelhantes.
A Guarda Municipal coíbe o uso de linha chilena e do cerol durante o patrulhamento, quando flagra pessoas utilizando indevidamente nas ruas e nas praias da cidade. Nas praias, a fiscalização é realizada na rotina do Grupamento Especial de Praia e os agentes podem apreender o material.
Participaram da operação, agentes da Superintendência da Zona Sul, guardas municipais (Grupamento Especial de Praia, Grupamento Tático Móvel, Unidade de Ordem Pública do Catete, 2ª IGM e 9ª IGM ), Administração do Parque do Flamengo, policiais militares do 2º BPM (Botafogo) e Aterro Presente.