Cidade de Deus recebe 17ª edição do Cuidar da Cidade

Publicado em 26/06/2019 - 14:01 | Atualizado em 27/06/2019 - 16:53
  • Início/
  • /
  • Cidade de Deus recebe 17ª edição do Cuidar da Cidade
Dezenas de ações, atendendo solicitações de moradores, estão sendo desencadeadas na Cidade de Deus nesta quarta-feira. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, acompanhou nesta quarta-feira, 26 de junho, mais uma edição – a 17ª – do Cuidar da Cidade. Desta vez, as ações do governo municipal aconteceram na Cidade de Deus, na Zona Oeste. O programa de zeladoria, iniciado em janeiro, já solucionou mais de 15 mil demandas enviadas à Central 1746 ou constatadas pelos técnicos da Prefeitura em diversos bairros. A estimativa agora é solucionar 30 chamados feitos pela população e concentrar as ações no entorno da da Avenida Edgar Werneck. No interior da comunidade, redes de esgotos foram desobstruídas, árvores foram podadas e iluminação pública restabelecida em várias ruas. Crivella falou da importância do programa para as comunidades.

– Essas ações que chamamos de Cuidar da Cidade, seu bairro mais bonito, são motivadas pelas ligações do 1746. Quanto mais ligações, mais prioridade tem o pedido. Aqui na Cidade de Deus nós tínhamos uma grande urgência, que é dragagem do Rio (Grande) que passa no meio da comunidade. E a hora de dragar é agora, que não tem chuva. Quando chegar outubro, novembro dezembro, a tragédia já está consumada. Então as máquinas já estão trabalhando. Mas não é isso, não. Estamos arrumando a pracinha, trocando as lâmpadas que estão queimadas, fazendo poda de árvores, os calceteiros estão cuidando das calçadas, tem tapa-buraco, estamos fazendo a drenagem da nossa rede de bueiros que estão entupidos. E vamos começar ainda hoje uma grande reforma no posto de saúde, o Hamílton Land, que é muito usado pela comunidade e que previsa de reforma do portão ao telhado. Também vamos dar mais  atenção ao saneamento básico – garantiu Crivella, que percorreu ruas com moradores até a localidade conhecida como Karatê.

Além dos serviços de poda de árvore, tapa-buracos, desobstrução de galerias de águas pluviais, retirada de entulhos e melhorias na sinalização viária, houve vacinação antirrábica para cães e gatos e campanha de coleta seletiva de resíduos.

De acordo com o líder comunitário Francisco José dos Santos, na localidade do Karatê vivem 15 mil, dos cerca de 80 mil habitantes da Cidade de Deus.

– A visita do Crivella nos trás esperança de melhoria de qualidade de vida para nossa região, que tem um dos piores IDHs do Rio e aguarda ansiosamente pelas ações do poder público. Pela primeira vez um prefeito anda a pé por aqui, checando os pedidos de melhorias, feitos em abaixo- assinado com cerca de 7 mil assinaturas – afirmou Francisco.

Entre as reivindicações que serão atendidas pela Prefeitura estão a construção de um centro esportivo e cultural  no Karatê; a limpeza e dragagem do Rio Grande; reformas em escolas e posto de saúde, e retorno da  linha de ônibus 803, que liga o bairro a Madureira, na Zona Norte.

Moradores há 58 anos na Cidade de Deus, o aposentado João da Silva, de 80 anos, e a esposa, Inez de Souza, de 75, exaltaram as ações da prefeitura.

– Ruas mais limpas e com mais linhas de ônibus, já nos ajudam muito. Enfim estão olhando por nós – resumiu João.

A estudante Rafaela Cristina da Silva, de 32 anos, aproveitou para levar Lua, uma cadela vira-lata que ela pegou abandonada na comunidade, para tomar vacina contra a raiva.

– Ela estava cheia de ferimentos, que hoje estão curados. Só faltava mesmo a vacina contra a raiva – comentou.

Segundo a médica veterinária Eucy Galamba, da equipe de Vigilância Sanitária do Município, foram disponibilizadas mil vacinas anti-rábicas. Em menos de uma hora, 17 cães já tinham sido vacinados.

– A vacinação, que é gratuita, é importante, para continuarmos mantendo o Rio longe da raiva animal, cujo último caso se deu em 1995. Só a vacina protege contra surtos – advertiu Eucy, ressaltando que atualmente pelo menos 100 cães são vacinados diariamente na cidade, por equipe volante e em dois postos,  um em São Cristóvão e outro em Santa Cruz.

Paulo César dos Santos, diretor da Rio Luz, disse que somente nas primeiras horas foram trocadas 30 lâmpadas.

– Também estamos substituindo luminárias danificadas, que deixam luzes acesas de dia, e regularizando ligações de energia – destacou Paulo César.

Agentes da Guarda Municipal e CET-Rio deram apoio às ações, integradas também por funcionários da Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente (Seconserma), Comlurb, Defesa Civil, Educação, Ordem Pública, entre outros órgãos.

Cuidar da Cidade: Rioluz faz troca de lâmpadas na Cidade de Deus. Foto: Maurício Val / Prefeitura do Rio
Cuidar da Cidade: Rioluz faz troca de lâmpadas na Cidade de Deus. Foto: Maurício Val / Prefeitura do Rio
Funcionários da Conservação trabalham na Cidade de Deus. Foto: Maurício Val / Prefeitura do Rio
Funcionários da Conservação trabalham na Cidade de Deus. Foto: Maurício Val / Prefeitura do Rio

Vários bairros atendidos  e milhares de problemas resolvidos

O Cuidar da Cidade estabelece um calendário de ações que mobiliza diversos órgãos municipais. Atuam servidores da Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva), Comlurb, Rioluz, Fundação Parques e Jardins e CET-Rio, Guarda Municipal e secretarias de Saúde e Educação.

Criado pelo prefeito Marcelo Crivella e desenvolvido pela Secretaria Municipal da Casa Civil, em conjunto com o Centro de Operações Rio (COR) e a Central 1746, o programa já passou pelos seguintes locais:

Zona Norte:

– Tijuca/Praça Afonso Pena;

– Tijuca/Praça Saens Peña;

– Ilha do Governador;

– Rocha Miranda;

– Méier;

– Vigário Geral;

– Pavuna.

Zona Oeste:

– Padre Miguel;

– Santa Cruz;

– Campo Grande;

– Inhoaíba;

– Campo Grande / Conjunto da Marinha;

– Vila Valqueire;

– Pechincha;

– Cidade de Deus.

Centro

Zona Sul:

– Leblon.

Categoria: Rio Faz

26 de junho de 2019