Programa ‘Respeite o Pedestre’ é lançado para reduzir atropelamentos

Publicado em 02/07/2019 - 12:11 | Atualizado em 03/07/2019 - 10:46
Guardas municipais exibem faixa que alerta motociclistas e motoristas para a necessidade de respeito ao pedestre. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do RioGuardas municipais exibem faixa que alerta motociclistas e motoristas para a necessidade de respeito ao pedestre. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro lançou nesta terça-feira, 2 de julho, o programa “Respeite o Pedestre”, para redução dos acidentes de trânsito na cidade. Entre campanhas e ações educativas nas ruas, estão previstos treinamento e capacitação para motoristas dos órgãos municipais, além de condutores de táxis e ônibus. O município do Rio lidera o ranking estadual de mortes (219 casos) e lesões corporais (4.648) no trânsito, segundo dados, de janeiro a maio de 2019, do Instituto de Segurança Pública (ISP). O lançamento do programa ocorreu durante a 16ª reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), no Centro de Operações Rio (COR).

Parceria entre as secretarias municipais de Ordem Pública e de Transportes, a CET-Rio e a Guarda Municipal, o programa será coordenado por um grupo de trabalho interdisciplinar com técnicos dos quatro órgãos, sendo presidido pela CET-Rio. Caberá ao grupo estudar, planejar e implementar diversas frentes de ação dentro do plano, em três etapas de execução: treinamento para condutores, educação de pedestres e orientação e fiscalização das normas.

– Os números de acidentes e mortes no trânsito são alarmantes no país. De acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS), por exemplo, o Brasil gasta R$ 10 bilhões por ano com pessoas feridas no trânsito. E 40% das vítimas têm menos de 29 anos. Por isso, é preciso um esforço adicional das autoridades e entidades civis para conscientizar motoristas e pedestres – afirmou o secretário municipal de Ordem Pública (Seop), Paulo Amendola.

Motoristas da Prefeitura passarão por reciclagem

Em frente ao prédio do COR, na Cidade Nova, onde foi lançado o programa, faixa do 'Respeite o Pedestre' alerta motoristas. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio
Em frente ao prédio do COR, na Cidade Nova, onde foi lançado o programa, faixa do ‘Respeite o Pedestre’ alerta motoristas. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio

O primeiro passo será a criação de cursos de atualização para motoristas habilitados nos órgãos da Prefeitura. As aulas serão ministradas na Academia da GM-Rio, em São Cristóvão, inicialmente, para capacitar os profissionais da própria instituição sobre as leis de trânsito, com foco na proteção ao pedestre. As aulas da primeira turma, de um total de 900 agentes, estão previstas para começar no dia 15 de julho. Numa segunda fase, o programa planeja ampliar o treinamento para prestadores de serviço (taxistas e motoristas de ônibus). Atividades que envolvam outras formas de atingir o público e integrar órgãos estaduais, como o Detran, também serão estimuladas pelo projeto.

Campanhas e ações de conscientização para motoristas e população em geral também estão planejadas para locais com alto índice de acidentes e de grande concentração de pessoas, como as portas das escolas, em horários de entrada e saída de alunos. A ideia é valorizar o pedestre, reduzindo atropelamentos e alertando quanto à responsabilidade com terceiros de quem conduz um veículo.

– Programas e campanhas educativas de trânsito são de extrema importância e devem ser valorizados e respeitados. O programa pretende, entre outras iniciativas, ampliar o treinamento a motoristas de ônibus e taxistas em relação ao pedestre, visando a um deslocamento seguro e de qualidade –explicou a secretária municipal de Transportes, Virginia Salerno.

Fernando Diniz, presidente da Ong Trânsito Amigo, enalteceu a iniciativa da Prefeitura. Ele criou a instituição há 16 anos, depois de perder o filho, Fabrício, ainda jovem, num acidente de trânsito na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca.

– É um orgulho estar aqui, contribuindo com esse importante debate. Governos não podem ser jamais omissos diante dessa situação atual que enfrentamos no trânsito – destacou Fernando.

Dicas importantes para o motorista e o motociclista

O secretário municipal de Ordem Pública, Paulo Amendola, comanda reunião do GGIM de lançamento do programa 'Respeite o Pedestre'. Foto: Paulo Sérgio / Prefeitura do Rio
O secretário

Mesmo com o sinal aberto para os carros, o pedestre tem prioridade – sempre – na travessia da faixa. O motorista e o motociclista devem aguardar e colaborar para tornar o trânsito da cidade mais seguro. Confira outras recomendações dos especialistas em trânsito:

  • Respeite a faixa de pedestres;
  • Ao se aproximar da faixa, dê toques de advertência pisando levemente no freio. Assim, você avisa os outros motoristas de sua intenção de parar;
  • Ao trafegar em vias de grande circulação de pessoas, diminua a velocidade – especialmente nos pontos onde a sua visão esteja obstruída;
  • Observe sempre os pedestres. É comum eles fazerem contato visual no momento da travessia;
  • Atenção aos idosos, cadeirantes, pessoas usando muletas ou andadores, mulheres grávidas ou com crianças de colo: são pedestres que costumam atravessar a faixa mais lentamente.
  • 2 de julho de 2019