Prefeitura anuncia investimentos de R$ 170 milhões do grupo francês Carrefour no Rio de Janeiro

Publicado em 02/11/2019 - 09:16 | Atualizado em 04/11/2019 - 09:23
Fachada da sede da Prefeitura do Rio, o Centro Administrativo São Sebastião (CASS), na Cidade NovaFachada da sede da Prefeitura do Rio. Foto: Richard Santos / Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou, nesta sexta-feira, dia 1º de novembro, a expansão do Grupo Carrefour e Atacadão na cidade. Entre os investimentos planejados pela gigante francesa na capital está a construção de uma nova loja, da bandeira Atacadão, no valor de R$ 170 milhões, que irá gerar 200 empregos diretos. Em outra frente, o hipermercado da Barra da Tijuca – o maior do grupo no Rio – vai passar por ampliação e modernização ganhando, inclusive, salas comerciais e um shopping. A previsão da empresa é iniciar a implantação destas novidades já no primeiro semestre de 2020.

– Eles (o Grupo Carrefour) são empregadores. São milhares e milhares de pessoas que trabalham no Carrefour e, desta maneira, são muito bem-vindos na nossa cidade. Terão aqui, na Prefeitura do Rio de Janeiro, todas as facilidades que pudermos para que estes investimentos venham logo – declarou Crivella.

O comunicado foi feito no Palácio da Cidade, sede do governo municipal, ao lado dos dois principais representantes da multinacional francesa no país: Noel Priox e Stephane Engelhard, presidente e vice-presidente para a América Latina do Carrefour e Atacadão; além do secretário municipal de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca.

No Brasil, o Rio de Janeiro é o segundo mercado da gigante francesa, atrás de São Paulo. E a cidade do Rio representa 80% do volume de negócios do Carrefour e Atacadão, que tem faturamento anual aproximado de R$ 2,7 bilhões somente na capital fluminense.

– Nós temos três mil funcionários e 13 lojas. Queremos investir na cidade. Consideramos que a cidade está numa boa direção. É bom saber isso, porque há muitos projetos e nós temos que nos incluir dentro desses projetos para ajudar os cariocas a viver melhor – explicou Noel Priox.

  • 2 de novembro de 2019