Mais quatro praças são adotadas por cidadãos e empresas em diferentes regiões

Publicado em 26/06/2019 - 17:19 | Atualizado em 27/06/2019 - 14:02
Praça Iaiá Garcia, na Ilha do Governador, é adotada por empresa de lubrificante. Foto: Michel Filho / Prefeitura do RioPraça Iaiá Garcia, na Ilha do Governador, é adotada por empresa de lubrificante. Foto: Michel Filho / Prefeitura do Rio

A adoção de espaços públicos por empresas e cidadãos tem sido incentivada pela Prefeitura do Rio, como forma de parceria no cuidado do mobiliário urbano carioca. E a campanha vem dando resultado. O Diário Oficial do Município (clique aqui para acessar) publicou, na edição de terça-feira, 25 de junho, comunicado da Fundação Parques e Jardins (FPJ) com novas adoções de praças em diferentes regiões da cidade: zonas Norte, Sul e Oeste.

Confira as novas adoções:

Praça Cândida Vargas, em Honório Gurgel, adotada por Alex de Souza Oliveira;

Praça Iaiá Garcia, na Ribeira (Ilha do Governador), adotada pela Cosan Lubrificantes e Especialidades S.A.;

Árvores na Praça Jardim Laranjeiras (Rua General Glicério, em Laranjeiras) e na Rua Professora Estelita Lins, em frente ao número 123, no mesmo bairro, adotadas (um pau-brasil e um pau-ferro) pela Curiosa Idade Creche Maternal;

Praça ainda sem nome na Estrada de Jacarepaguá, esquina com a Rua São José Maria Escrivã, no Itanhangá, pelo Condomínio Moradas do Itanhangá.

Para informações sobre adoções, a FPJ atende em sua sede, no Campo de Santana, Centro, das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira, ou pelo telefone 2224-8088.

Praça Iaiá Garcia, na Ilha do Governador, é adotada por empresa de lubrificante. Foto: Michel Filho / Prefeitura do Rio
Praça Iaiá Garcia, na Ilha do Governador, é adotada por empresa de lubrificante. Foto: Michel Filho / Prefeitura do Rio

Saiba como adotar na plataforma Adote.Rio

A plataforma Adote.Rio foi lançada pela FPJ em dezembro de 2018, com o objetivo de estabelecer parcerias com empresas, associações de moradores e demais segmentos da sociedade para que praças públicas, jardins e áreas verdes sejam preservadas. O programa estimula a apropriação dos espaços públicos pelos cidadãos e promove o melhor uso desses locais.

Desde janeiro até abril deste ano, 858 adoções já foram efetivadas por meio do portal. Hoje, a cidade do Rio soma 1,5 milhão de metros quadrados de áreas adotadas, o equivalente a três Quintas da Boa Vista. Entre outros locais potencialmente adotáveis, estão 2.200 praças urbanizadas, 36 parques urbanos, 1.300 monumentos e chafarizes e 450 quilômetros de ciclovia.

Site exibe lista de áreas disponíveis para adoção

Estão listadas no site do Adote.Rio (www.adote.rio) 71 áreas do Centro e entorno, como Cidade Nova, Santa Teresa, Santo Cristo e São Cristóvão, potencialmente disponíveis para adoção. Isso não impede que espaços de outras regiões, como Zona Sul e Zona Norte, também sejam adotados. A ideia é que essa lista seja alimentada continuamente, com a inserção de novas áreas da cidade disponíveis a cada atualização.