Museu Histórico da Cidade ganha nova reserva técnica no Dia Internacional dos Museus

Publicado em 17/05/2019 - 11:50 | Atualizado em 20/05/2019 - 09:41
Reserva técnica terá telas de Visconti, castiçais representando os quatro continentes e outras relíquias. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

O Museu Histórico da Cidade (MHC) ganha uma nova reserva técnica neste sábado, quando é comemorado o Dia Internacional dos Museus. O antigo espaço foi demolido em 2016 devido a problemas estruturais que atingiam o prédio. Com equipamentos de última tecnologia para preservação museológica, a nova reserva técnica vai abrigar 98% do acervo de 24 mil obras do museu, que conta a história do Rio. Entre as peças estão obras de arte, fotos, estudos de arquitetura e objetos históricos como a coleção de estandartes do século XIX.

 

Museólogo cuida do relógio de Bonde de Ferro com alça e mostrador, usado nos bondes do Estado da Guanabara. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

 

A reserva técnica é o local onde fica a maior parte do acervo de um museu, abrigando todos os itens que não estão expostos ao público. Nela são realizados procedimentos de higienização, acondicionamento e restaurações de peças. O ambiente conta com um armário deslizante adequado à tipologia do acervo, desumidificadores, mesa de higienização e de sucção com umidificação, entre outros equipamentos modernos. Também há um local destinado para os funcionários fazerem a conservação das peças e a alimentação do banco de dados.

O acesso a essa área é restrito e as visitas são abertas apenas para técnicos e estudantes desde que a visita seja previamente agendada. O novo espaço terá um importante papel na formação de estudantes de museologia e patrimônio, além de contribuir para a conservação da memória da cidade do Rio de Janeiro.

O Museu Histórico da Cidade fica na Estrada Santa Marinha, s/nº, Gávea.

 

Prato do primeiro aparelho da tradicional Confeitaria Colombo. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio