“O Rio todo (em) Prosa”: Alunos da rede municipal enriquecem conhecimento com visitas ao Arquivo Nacional

Publicado em 11/06/2019 - 15:27 | Atualizado em 11/06/2019 - 15:36
Alunos de escola municipal iniciam visita ao prédio do Arquivo Nacional. Foto: divulgaçãoAlunos de escola municipal iniciam visita ao prédio do Arquivo Nacional. Foto: divulgação

Com um vasto e valioso acervo, o prédio do Arquivo Nacional, que já abrigou a Casa da Moeda do Brasil, abre seus portões, neste mês de junho, para receber cerca de 720 alunos das escolas municipais do Rio. O passeio está levando mais cultura e conhecimento aos estudantes, em atividades fora da sala de aula. O Arquivo Nacional, criado em 1838, órgão do Ministério da Justiça, cuida da preservação e divulgação do patrimônio documental do país, garantindo acesso à informação, com objetivo de apoiar decisões governamentais, o cidadão na defesa de seus direitos e também incentivar a produção de conhecimento científico e cultural.

Estudantes do município no Arquivo Nacional: visitas levam mais conhecimento aos alunos, em atividades fora da sala de aula. Foto: divulgação
Estudantes do município no Arquivo Nacional: visitas levam mais conhecimento aos alunos, em atividades fora da sala de aula. Foto: divulgação

O primeiro dia de visita foi na segunda-feira, 10 de junho, quando alunos da Escola Municipal Narcisa Amália, localizada em Guaratiba, participaram de ações lúdicas que envolvem a história do Arquivo e do país. E conheceram mais sobre o acervo, a importância da memória e da cultura para registrar e preservar o nosso passado. De olhos atentos, os jovens do 1º ao 9º ano percorreram os corredores do prédio monumental fundado no estilo neoclássico, as salas, exposições e o pitoresco jardim. A ação faz parte do projeto “O Rio todo (em) Prosa”, da Gerência de Leitura da Secretaria Municipal de Educação, e está beneficiando 18 unidades escolares da Rede.

Nesta terça-feira, 11, as escolas municipais Giuseppe Melchiore, em Guaratiba, e Gastão Penalva, em Campo Grande, fazem a visita. Na sexta, dia 14, será a vez da Escola Municipal Orsina da Fonseca, na Tijuca. Além da visitação, o projeto “Rio todo (em) prosa” está motivando as unidades escolares a trabalharem com a produção textual. Até julho, estudantes estão produzindo prosas, poesias e fotografias para o concurso. Os melhores textos irão compor uma coletânea publicada pela SME, em novembro deste ano.

Mais informações sobre o Arquivo Nacional podem ser obtidas no site da instituição.

  • 11 de junho de 2019