Projeto de revitalização recupera o Buraco do Padre no Engenho Novo

Publicado em 04/07/2021 - 12:56 | Atualizado em 04/07/2021 - 13:38
O Buraco do Padre ganhou novas cores e foi completamente reformado - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

A personalidade criativa, colorida e vibrante da Zona Norte foi fielmente reproduzida na cerimônia de inauguração da nova área cultural e de lazer do Rio, o Buraco do Padre, na manhã deste domingo (04/07). Seguindo exemplos bem sucedidos de cidades que recuperaram espaços urbanos sob linha férrea, a Prefeitura entregou à população a conclusão do projeto de revitalização do local, importante ponto de passagem de veículos e de pedestres em Engenho Novo.

O projeto de paisagismo tático foi desenvolvido pela Fundação Parques e Jardins (FPJ) e coordenado pela Subprefeitura da Zona Norte, com o apoio da Gerência Local do Meier (GEL Meier).

Nos últimos 40 dias, o Buraco do Padre recebeu um mutirão de ações e serviços de diferentes órgãos municipais, como as secretarias de Meio Ambiente, Conservação, Cultura, Assistência Social, Comlurb, Rioluz e CET-Rio. O local ganhou conserto de vias, calçadas e bueiros; novos equipamentos de iluminação, ajardinamento dos canteiros; plantio de árvores e mudas arbustivas; jardineira vertical tubular em canos de PVC e mobiliários confeccionados pela própria comunidade, a partir de materiais recicláveis como caixotes de feira e paletes de madeira.

Para destacar e valorizar ainda mais esse espaço tão importante para a comunidade de Engenho Novo, a FPJ convidou 20 artistas do Rio que gentilmente doaram sua arte para colorir as paredes do Buraco do Padre.

O projeto de revitalização contou ainda com o apoio de comerciantes locais, que fizeram doações de tintas e de outros materiais, e de moradores do entorno, que acompanharam ativamente a realização das intervenções e agora já podem comemorar.

 

– As crianças estão encantadas, nunca viram tantas cores em um só lugar. Mas não foram somente as pinturas que melhoraram o espaço, as calçadas foram consertadas, o lixão que existia ali também acabou. Foi uma melhora geral para toda a comunidade – destaca a representante da Associação de Moradores Céu Azul, Ingrid de Sá Matheus.

 

De acordo com o subprefeito da Zona Norte, Diego Vaz, além de resgatar a estima dos moradores, o objetivo do conjunto de intervenções foi tornar o local limpo, organizado, iluminado e visualmente mais aprazível, aumentando assim a circulação de pedestres e trazendo mais segurança à travessia.

 

– Com a revitalização, por meio de serviços básicos e de recuperação dos equipamentos, estamos proporcionando mais conforto e segurança para que a população possa se conectar novamente com o seu bairro, em um local histórico, reforçando suas raízes e o orgulho de ser suburbano – disse.

 

Conforme o presidente da Fundação Parques e Jardins, Fabiano Carnevale, a intenção é desenvolver projetos semelhantes em outros espaços urbanos da cidade.

 

– Esse é o caminho. Fazer muito com a ajuda de todos. E assim vamos seguir, trabalhando de forma integrada para dar respostas muito rápidas à população, levando outras ações como esta para requalificar outros espaços da cidade- afirmou Carnevale.

 

– Uma intervenção como essa representa claramente o nosso objetivo de incorporar as paisagens urbanas nas ações de meio ambiente, convidando as pessoas para usufruírem cada vez mais desses locais – destacou o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere.

 

Mutirão de serviços

 

A Fundação Parques e Jardins (FPJ), vinculada à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, construiu um novo canteiro, limpou os canteiros já existentes e realizou o plantio de mudas de forração e de arbustivas de pequeno porte. A FPJ também ficou responsável pela repintura e pelo emboço das paredes do viaduto e pela curadoria dos profissionais que realizaram pinturas artísticas no local. Também instalou uma jardineira tubular em uma das paredes do viaduto e organizou uma oficina de mobiliário reciclável com a participação da comunidade.

A Secretaria Municipal de Conservação fez serviços de manutenção de sistemas de drenagem, tapa-buraco e manutenção de trechos de calçadas. A Comlurb realizou serviços de restauração e pintura das muretas e a Rioluz, além dos serviços de manutenção no entorno, instalou sete projetores com objetivo de iluminar o local, trazendo mais segurança de quem passa por ali. Os agentes da CET-Rio atuaram nos bloqueios do trânsito e na rota de desvio para dar fluidez ao tráfego.

 

Confira mais imagens captadas pelo fotógrafo Marcos de Paula, da Prefeitura do Rio