Fundação Parques e Jardins avalia risco de queda de árvores no Parque Guinle

Publicado em 28/12/2021 - 10:29 | Atualizado
Vistoria no Parque Guinle - Divulgação / Prefeitura do Rio

Equipes da Fundação Parques e Jardins (FPJ), órgão vinculado à Secretaria Municipal do Meio Ambiente, realizaram nesta segunda-feira (27/12) nova vistoria técnica no Parque Guinle, em Laranjeiras, com o objetivo de produzir um levantamento preventivo em resposta ao flamboyant que caiu no local há cerca de duas semanas. A visita foi acompanhada por profissionais da Comlurb, por representantes da Gerência Executiva Local Botafogo e pela adotante do parque, Claudia Lustosa.

De acordo com os técnicos da FPJ, a vistoria serviu para estabelecer ações de poda e de remoção, necessárias à preparação do parque para o verão, época de muitas chuvas e de ventos fortes. Segundo os profissionais, um conjunto de flamboyants receberá poda de limpeza para a remoção de galhos secos e mortos, dependurados e/ou praguejados. Todas as podas deverão observar o equilíbrio das árvores, podendo ser substituídas por cortes pontuais em alguns galhos somente, para que esse equilíbrio seja mantido.

Em 10 de dezembro,  um dia após a queda de um flamboyant no parquinho infantil do Parque Guinle, a FPJ realizou uma vistoria geral nas árvores do local. De todas as espécies, algumas apresentaram risco de queda e terão de ser removidas. Entre elas, leucenas invasoras e mangueiras que foram acometidas pela doença conhecida como ‘seca da mangueira’. A FPJ solicitou apoio da Comlurb para as remoções.

  • 28 de dezembro de 2021