Secretaria de Ordem Pública realiza operação para demolir construção irregular no Recreio dos Bandeirantes

Publicado em 25/01/2022 - 11:19 | Atualizado em 25/01/2022 - 12:57
Operação da Seop demoliu uma construção irregular na Estrada do Pontal, no Recreio - Divulgação

A Secretaria de Ordem Pública (Seop) realizou, na manhã desta terça-feira (25/1), operação para demolir uma construção irregular na Estrada do Pontal, altura do número 3.921, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. O imóvel, construído sem as especificações técnicas, tinha dois pavimentos com oito quitinetes, sendo quatro por andar, além de área de subsolo e estacionamento.

A obra também apresentava escoras para a construção de mais andares. Além disso, dois muros foram erguidos nos fundos do terreno para bloquear um córrego, podendo ocasionar sérios riscos de inundação. De acordo com dados obtidos pelo setor de inteligência da Seop, no local seria construída uma pousada.

 

– A operação de hoje foi feita para demolir um prédio sem licença, que interrompeu o fluxo natural de um rio, com risco estrutural e  com foco principal na preservação de vidas. É importante destacar que a Prefeitura do Rio tem feito um esforço para identificar construções irregulares, mas não apenas isso. Também estamos trabalhando em conjunto com outros órgãos, como o Ministério Público, no sentido de identificar os financiadores dessas construções, que muitas vezes servem de sustentáculo financeiro do crime organizado, como tráfico e milícia. Estivemos este ano na Muzema, na Cidade Alta e Cordovil. Outras ações já estão no planejamento para demolir outras construções irregulares na cidade – afirmou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

 

A ação contou com 43 agentes das secretarias de Ordem Pública, Conservação e Guarda Municipal, além do apoio da Polícia Militar e da Cedae.

Em 2021, foram feitas 440 demolições de construções irregulares em toda a cidade, em operações feitas pela Seop, com apoio de outros órgãos municipais e estaduais. Durante essas ações, foram removidas 300 ligações clandestinas de energia elétrica e 519 de água.

Já em, 2022, até o dia 15 de janeiro, quatro operações já foram realizadas e resultaram na demolição de 49 construções irregulares na cidade. Ao todo, foram removidos 110 pontos de furtos de energia elétrica 55 de água.

 

O imóvel, construído sem as especificações técnicas, tinha dois pavimentos com oito quitinetes, sendo quatro por andar, além de área de subsolo e estacionamento – Divulgação
  • 25 de janeiro de 2022