Secretaria de Ordem Pública fecha dois eventos irregulares na Zona Oeste da cidade

Publicado em 01/08/2021 - 14:37 | Atualizado em 01/08/2021 - 14:44
A Seop conseguiu interromper uma festa irregular com cerca de mil pessoas - Prefeitura do Rio

A Secretaria de Ordem Pública interditou neste fim de semana duas festas clandestinas em bairros da Zona Oeste do Rio. No início da noite deste sábado (31/07), os agentes fecharam um evento irregular na Ilha dos Pescadores, Barra da Tijuca, que contava com aproximadamente mil pessoas. O estabelecimento foi interditado e autuado pela Vigilância Sanitária por aglomeração e por pessoas fumando em ambiente fechado.

Já no início da madrugada deste domingo (01/08), as equipes de fiscalização encerraram uma festa rave que acontecia em um sítio localizado na Avenida Menezes Cortes (Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá) e que contava com cerca de 500 pessoas. Os agentes deixaram o local após a saída de todo o público presente. Ambos os eventos foram detectados através de denúncias registradas por cidadãos na Central 1746 da Prefeitura e confirmadas pelo setor de inteligência da Seop. Desde o início do ano, 154 festas e eventos clandestinos já foram encerrados em toda a cidade.

 

– O plano municipal de enfrentamento à pandemia da Covid-19 vem apresentando resultados positivos com a vacinação e a diminuição do número de óbitos e internações. No entanto, é importante a gente ressaltar que a pandemia ainda não acabou – todas as regras permanecem como antes, com algumas atividades fechadas ou funcionando parcialmente – e as fiscalizações vão continuar por toda a cidade até o fim. Com a vacinação avançando, em breve vamos poder voltar à normalidade. Falta pouco, mas enquanto isso, é importante continuar respeitando as medidas sanitárias, com cautela, cuidado e prevenção – destacou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

 

As fiscalizações ocorrem através dos comboios da Secretaria de Ordem Pública, que conta com agentes da Vigilância Sanitária, Guarda Municipal e apoio da Polícia Militar, além da atuação destacada da Guarda Municipal em pontos com incidência de denúncias de aglomerações.

 

Estabelecimento foi interditado pela Vigilância Sanitária por aglomeração – Prefeitura do Rio
  • 1 de agosto de 2021