Prefeitura fiscalizou 68 atividades comerciais em bairros da orla e Zona Norte no fim de semana

Publicado em 22/06/2020 - 16:53 | Atualizado
Força-tarefa da Seop prossegue nesta segunda (22/06) com ações na Zona Norte. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio fiscalizou, neste fim de semana, 68 estabelecimentos comerciais (inclusive quiosques) e ambulantes em bairros das orlas das zonas Sul e Oeste, além do Méier, na Zona Norte. Seis estabelecimentos foram fechados por desacordo com o decreto municipal de combate à pandemia de Covid-19, e oito ambulantes irregulares foram orientados a se retirar. Durante todo o percurso, a força-tarefa contabilizou 486 estabelecimentos fechados, em atendimento às diretrizes municipais. Nesta segunda-feira (22/06), as ações prosseguem na Zona Norte, começando pela Pavuna, um dos três bairros com bloqueios parciais prorrogados (os outros são Bangu e Campo Grande).

O objetivo da Prefeitura é impedir as atividades de lojas não essenciais e ambulantes irregulares, além de verificar as condições higiênico-sanitárias de estabelecimentos essenciais, como disponibilização de álcool em gel, entre outras medidas para evitar aglomerações e proteger a população do risco de contaminação.

Órgãos – A força-tarefa coordenada pela Seop conta com profissionais da Subsecretaria de Operações da pasta, Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Fazenda, Subsecretaria de Vigilância Sanitária (da Secretaria Municipal de Saúde) e Comlurb, além do apoio da Polícia Militar em algumas áreas.

Balanço detalhado – No domingo (21/06), as equipes percorreram, durante o dia, toda a orla de Copacabana e Leme e áreas comerciais de Ipanema e Leblon, na Zona Sul, e, à noite, ruas do Méier, na Zona Norte. Na Zona Sul, os agentes fecharam dois de 36 estabelecimentos (sendo 19 quiosques) fiscalizados. A maioria dos estabelecimentos estava inoperante (214 ao todo, sendo 28 quiosques). Três ambulantes também foram fiscalizados e orientados. Já no Méier, 237 estabelecimentos estavam fechados, três foram vistoriados e um deles teve que encerrar as atividades.

No sábado (20/06), o grupo atuou na orla da Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste. Como saldo da operação, 35 estabelecimentos foram encontrados fechados, e 19 fiscalizados, resultando em cinco autuações por desacordo com o decreto municipal e três fechamentos. No comércio ambulante, foram sete fiscalizações, com cinco irregulares orientados a desocupar o espaço público.

Números gerais – Em mais de três meses de ações diárias em toda a cidade, a Seop registrou 31.491 estabelecimentos fiscalizados, com 23.311 pontos comerciais fechados, de 18 de março a 20 de junho. Já as equipes do Disk Aglomeração atenderam 9.761 ocorrências desde 31 de março, início do serviço. Os dez bairros mais demandados são: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.