Semana do Servidor: Quando não está preparando a cidade para as chuvas, engenheiro da Rio-Águas acelera nas pistas de corrida

Publicado em 25/10/2021 - 07:00 | Atualizado em 29/10/2021 - 15:18
  • Início/
  • /
  • Semana do Servidor: Quando não está preparando a cidade para as chuvas, engenheiro da Rio-Águas acelera nas pistas de corrida
Daniel Rienda, engenheiro da Rio-Águas e piloto da Fórmula Vee - Divulgação

Nas fotos do Instagram de Daniel Rienda há muitas pistas. No caso, as de corrida. Piloto da Fórmula Vee Brasil desde 2019, em seu perfil não faltam registros dessa paixão que vem desde a infância e já passou pelo kart. Além de imagens das competições, há cliques ao lado de estrelas da F1 como Niki Lauda, Rubens Barrichello e Ayrton Senna. Ele ainda era menino quando posou com o tricampeão brasileiro da categoria. Naquela época, estar num cockpit parecia um sonho inalcançável, mas acabou se tornando realidade após Daniel conquistar a independência profissional como engenheiro civil na Rio-Águas, onde trabalha desde 2008.

É com essa história que o site da Prefeitura dá início a uma semana de homenagens ao Dia do Servidor, comemorado quinta-feira (28/10). Até sexta (29/10) será publicado um perfil por dia, contando como é a rotina de alguns desses profissionais dedicados ao município, que diariamente trabalham para melhorar a cidade e a vida dos cariocas. No caso de Daniel, quando ele desliga a chave na Gerência de Estudos e Projetos da Bacia Oceânica da Rio-Águas, quem entra em ação é o piloto, que já esteve num pódio, conquistou uma pole position, mas ainda busca uma vitória:

 

– Na Prefeitura eu elaboro projetos de escoamento de drenagem para evitar enchentes em dias de chuvas fortes. É um trabalho essencial. Comecei a carreira na iniciativa privada, mas, até mesmo pela estabilidade, decidi fazer concurso. Minha mãe é servidora do estado aposentada, tenho esse exemplo em casa. Algumas pessoas acharam que eu não estava fazendo uma boa escolha, mas foi sim. Hoje vivo da minha profissão e, com ela, pude conquistar meu sonho de ser piloto.

 

Daniel Rienda e seu carro – Divulgação

Disputada no Brasil desde 1967, a Fórmula Vee é uma categoria de baixo custo e, por isso, tornou-se a porta de entrada para quem quer pilotar. Ela é uma equipe única, dona de todos os carros, baseada em São Paulo. Os pilotos que não têm patrocínio ou apoio arcam com despesas de transporte, hospedagem e alimentação quando vão competir, geralmente em Interlagos. Esse é o caso de Daniel, que vê o automobilismo como um investimento para sua vida:

 

– É a realização de um sonho de criança poder fazer isso. Hoje eu posso pagar por isso, amanhã não sei se vou conseguir. Mas a corrida tem um impacto grande na minha vida. Tenho coleção de miniaturas, revistas, vídeos.

 

Nas pistas, o engenheiro-piloto consegue dar vez a mais um traço da sua personalidade. Nos carros, como ainda não tem a marca de patrocinadores para expor, ele usa as laterais das máquinas para divulgar campanhas sociais como o Movimento Zolgensma para Todos (@mzolgensma_paratodos), que luta para a inclusão no SUS do medicamento que trata Atrofia Muscular Espinhal (AME).

 

– Faço parte de um grupo que luta por essa causa. Em vez de deixar o carro em branco, aproveito para divulgar e fazer a minha parte nessa campanha.

 

Daniel usa a lateral do carro para expor campanhas sociais – Divulgação

 

Semana do Servidor: Arquiteto que lida com dados de transporte usa a fotografia para inspirar o trabalho e a vida

 

Semana do Servidor: Funcionária da CGM que já foi camelô e empresária retoma antiga paixão, seu canal sobre vida vegana 

Semana do Servidor: Administrador que restaura móveis diz que seu hobby evita consumo desnecessário 

Semana do Servidor: Músico da Banda da Guarda Municipal pedala até 1.200 quilômetros em super prova de ciclismo

  • 25 de outubro de 2021