Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura desfaz oito construções irregulares em Guaratiba

Publicado em 19/02/2021 - 10:35 | Atualizado em 19/02/2021 - 16:37
As construções irregulares estavam num terreno público de 30 mil metros quadrados - Reproução

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em mais uma ação para combater irregularidades, demoliu nesta sexta feira (19/02) o início de um loteamento clandestino numa Área de Preservação Permanente (APP) em Guaratiba, Zona Oeste do Rio. No local havia oito construções ilegais, desocupadas, e muros em alvenaria com objetivo de cercar terrenos às margens da Avenida Dom João VI, próximo a um acesso do Túnel da Grota Funda. Os loteadores vinham cometendo vários crimes ambientais, como supressão de vegetação e desvio de curso hídrico.

Com aproximadamente 30 mil metros quadrados, a área das construções irregulares pertence ao município e havia sido desapropriada visando à duplicação das vias. Desde julho de 2019, o responsável pelo loteamento ilegal vinha descumprindo diversos embargos e notificações da Prefeitura. Imagens de satélite mostram que o Rio Olaria foi totalmente retificado. Uma retroescavadeira e operários da Prefeitura foram utilizados na ação, que contou com o apoio de 25 policiais militares.

 

O secretário Eduardo Cavaliere disse que não vai mais tolerar o vale-tudo – Prefeitura do Rio

 

O secretário municipal de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere, acompanhou a ação. Ele ressaltou que a grilagem de terras tem acompanhado a devastação dos recursos naturais da cidade.

– Desde o início de nossa gestão o recado tem sido bastante claro: não vamos mais tolerar o vale-tudo que beneficia atividades econômicas criminosas. Quer construir? Siga as regras ambientais e urbanísticas – afirmou.

Segundo o Coordenador de Defesa Ambiental da Secretaria, coronel José Maurício Padrone, as operações de defesa ambiental vão continuar.

– A sociedade exige uma resposta, e estamos trabalhando para a retomada da autoridade ambiental.

Seop faz operação e retira construções e lava a jato irregulares em Jacarepaguá

  • 19 de fevereiro de 2021