Prefeitura do Rio faz a demolição de dois imóveis em Rio das Pedras

Publicado em 17/11/2021 - 16:16 | Atualizado
Funcionários da Prefeitura do Rio realizam a demolição de dois prédios em Rio das Pedras - Divulgação

A Prefeitura do Rio começou nesta quarta-feira (17/11) a demolição de dois prédios em Rio das Pedras. Os imóveis foram interditados e condenados pela Defesa Civil, após pedido de vistoria feito pela Subprefeitura de Jacarepaguá. Os prédios residenciais, com acesso pela Avenida do Canal, nº 72 – mas com entrada pelo endereço não reconhecido da Rua Cinco, números 45 e 55 -, na área conhecida como Areinha, foram construídos sem embasamento técnico e sem existência de projeto estrutural, arquitetônico e de fundações, e sem licença, não cumprindo, portanto, as normas técnicas e legislações vigentes.

Na vistoria acompanhada pela subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo, e pelo subsecretário de Defesa Civil, Rodrigo Gonçalves, no último dia 9, foi constatado que os dois prédios apresentavam risco, podendo ocorrer colapso estrutural, com danos irreparáveis, tornando-se necessária a interdição e demolição das duas edificações.

Os dois edifícios (geminados) têm quatro pavimentos, na Rua Cinco, número 55, que está escorada em outra construção de três pavimentos, na Rua Cinco, número 45. Houve uma tentativa de estabilizar o recalque nas vigas, mas os serviços de reforço estrutural também não foram realizados por profissional habilitado e o resultado não foi eficiente. Foram colocados pilares externos e vigas interligando as duas construções, mas não atendeu a finalidade. Dentro dos imóveis há sinais de fissuras.

A Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio da Coordenação da 7ª CAS, esteve no local. No momento da interdição, apenas no prédio de número 45 havia três famílias representadas, e apenas uma se declarou proprietária, sem, contudo, apresentar documentação.

Na tarde de terça-feira (16/11), quatro famílias foram atendidas, mas não houve demanda quanto a acolhimento. Todas as famílias desalojadas foram para casa de parentes ou amigos. Todas foram orientadas a procurar o CRAS Márcio Brotto para realização e atualização do Cadastro Único além de outros atendimentos assistenciais.

Desde o desabamento de um prédio na Rua da Uva, em junho deste ano, os moradores ficaram mais atentos a problemas estruturais dos prédios e têm acionado mais a Defesa Civil para vistorias. De acordo com o órgão, nos últimos quatro meses foram realizados 123 boletins de ocorrência em imóveis em Rio das Pedras. Já foram realizadas 19 demolições e 50 interdições.

Equipe do CGOE, vinculada à Secretaria Municipal de Conservação, está atuando no local, fazendo demolição manual das edificações. O trabalho deve durar cerca de um mês.