Prefeitura do Rio destaca ações de sustentabilidade e inovação em Fórum de Cidades de países do grupo BRICS

Publicado em 04/11/2020 - 15:17 | Atualizado
Fachada da sede da Prefeitura do Rio, o Centro Administrativo São Sebastião (CASS), na Cidade NovaFachada da sede da Prefeitura do Rio. Foto: Richard Santos / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Coordenadoria de Relações Internacionais, participou nos dias 19 e 20 de outubro do Fórum de Cooperação entre Governos Locais e Cidades do BRICS. O evento, que reuniu cidades de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, ressaltou a importância da cooperação e da parceria entre governos locais.

Na plenária de abertura do evento, o Rio ressaltou as ações da municipalidade nas áreas de inovação e sustentabilidade, além de expor as medidas tomadas para combater a pandemia do novo coronavírus. Também foi apresentada a proposta de criação de um mecanismo de fortalecimento do diálogo entre as 5 principais cidades dos países do agrupamento – BRICS 5×5 – e a importância do apoio do Novo Banco de Desenvolvimento a essa iniciativa.

O embaixador Antonio Mello, representante da Prefeitura do Rio na ocasião, reforçou o papel de destaque dos governos locais para alcançar as metas globais e instigou as demais cidades do grupo a trabalhar em conjunto para a implementação de novas parcerias para o desenvolvimento sustentável.

Na participação do Rio de Janeiro na sessão temática “Desenvolvimento da Cooperação Intermunicipal entre os membros do BRICS, foram mencionados os interesses comuns entre as cidades do bloco e as possibilidades de cooperação nas áreas de inovação e financiamento para o desenvolvimento de soluções urbanas criativas, sustentáveis e resilientes, assim como a criação de ambientes ideais para startups e incubadoras.

Ademais, a cidade propôs a realização de uma reunião específica sobre o tema no Fórum Municipal do BRICS a se realizar em julho de 2021, em São Petersburgo, Rússia. O Coordenador de Relações Internacionais da Prefeitura ressaltou a importância de “fortalecer nosso relacionamento com instituições financeiras para o desenvolvimento, bancos multilaterais e redes e alianças de cidades, como Urban 20, C40, CGLU e o Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana”.

Foi abordada, ainda, a importância de ampliar o investimento e o desenvolvimento tecnológico, de forma a fortalecer as empresas baseadas nas cidades dos países BRICS, bem como intensificar o fluxo turístico e intercâmbios culturais entre as nossas  metrópoles e estimular sistemas educacionais inclusivos e eficientes, ações necessárias para uma recuperação econômica sustentável. O Rio de Janeiro demonstrou grande interesse em intensificar os laços de amizade e cooperação com as demais cidades do agrupamento, em uma perspectiva participativa e multilateral.

  • 4 de novembro de 2020