Campanha Gentileza no Namoro chama atenção para o respeito nas relações afetivas

Publicado em 11/06/2022 - 17:29 | Atualizado em 11/06/2022 - 18:40
Campanha tem linguagem jovem - Divulgação/Prefeitura do Rio

Para marcar o mês dos Namorados, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS-Rio) realiza, até quarta-feira (15/06), a campanha Gentileza no Namoro. A ação é uma iniciativa da Superintendência de Promoção da Saúde, por intermédio da Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde (RAP da Saúde), e tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância do respeito, do diálogo e da não violência nas relações afetivas de modo geral. Serão realizadas atividades como rodas de conversa e distribuição de materiais educativos para usuários de algumas unidades de Atenção Primária (clínicas da famílias e centros municipais de saúde).

Na ação realizada na Clínica da Família Dalmir de Abreu Salgado, na última sexta-feira (10/06), os jovens promotores da saúde fizeram decoração lúdica da unidade, distribuição de brindes e preservativos, além de atividades como conversa com pacientes sobre o tema e mural participativo com recados escritos à mão. De acordo com o facilitador do RAP da Saúde da área, Luan Ferreira, a ação facilita o acesso à informação:

– O diferencial da nossa abordagem é a linguagem jovem e de fácil entendimento. Por existirem assuntos que são considerados tabu, trabalhamos de forma descomplicada e lúdica, criando vínculo e sendo ponte de acesso à informação em saúde para a população da região.

De acordo com dados da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS-Rio), a cada duas horas, uma mulher sofre por algum tipo de violência no Município do Rio, podendo ser física, psicológica e sexual (ou uma combinação entre elas). Dos agressores, 75% são do sexo masculino e, em 68% dos casos, o autor foi parceiro íntimo ou ex.

Paciente da CF Dalmir de Abreu Salgado há cinco anos, Evelin Hillary, de 20 anos, teve sua vida mudada em decorrência da violência doméstica.

– Minha mãe, meus irmãos e eu tivemos que mudar de Alagoas para o Rio de Janeiro por conta das agressões que minha mãe sofria do meu pai. Por ter convivido com essa situação desde pequena, aprendi a identificar todo tipo de violência para me proteger em relações – conta, emocionada, a designer que, apesar de nunca ter sofrido nenhum tipo de violência física ou psicológica de seus parceiros, é atenta a sinais também em relacionamentos de suas amigas. – Uma amiga minha era agredida pelo namorado e eu falava para ela que aquilo não era amor, porque amor não machuca – pontua, dizendo que fica feliz em ver ações como essa sendo colocadas em prática. – Nem sempre as pessoas têm alguém próximo para alertar sobre os sinais de abuso, então acho muito importante essa ação para que as pessoas fiquem atentas – finaliza.

Davi Ferreira, de 19 anos, achava que para combater a violência era necessário também partir para a agressão.

– Nunca presenciei, mas acho que se eu vejo alguém agredindo uma mulher perto de mim, eu vou querer agredir também – declarou o estudante, numa primeira abordagem durante a ação.

Os jovens do RAP prontamente explicaram que diálogo e gentileza são o melhor caminho para o combate à violência. Ao final da abordagem, o discurso de Davi mudou.

– Aprendi que preciso tentar dialogar e, se não for possível, preciso oferecer ajuda e alertar quem esteja passando por essa situação.

Nesta sexta-feira, a CF Felippe Cardoso, na Penha, também recebeu ação da campanha. Os jovens produziram material e abordaram pacientes que compareceram à unidade para atendimento. No dia 14 de junho, a CF Medalhista Olímpico Arthur Zanetti, em Campo Grande, realiza, às 15h, roda de conversa na unidade sobre violência e gentileza nas relações. Já em 15 de junho, a CF Antônio Gonçalves Vila Sobrinho, também em Campo Grande, terá uma barraca sobre gentileza no namoro e correio elegante com elogios aos parceiros. A ação também começa às 15h.

SMS educa sobre gentileza no namoro nas redes sociais
Para reforçar a conscientização da população sobre relacionamento abusivo e violência contra a mulher, a SMS-Rio também realiza uma série de postagens durante o mês de junho nas redes sociais para falar sobre os tipos de violência e como procurar ajuda no caso de conhecer alguém ou estar passando por essa situação.

RAP da Saúde
O projeto Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde (RAP da Saúde) foi desenvolvido em parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio). O objetivo do programa é auxiliar a juventude carioca na busca de uma oportunidade de trabalho, promovendo seu desenvolvimento por meio da orientação e qualificação profissional, de forma que possam também atuar como promotores de saúde nas comunidades. Os participantes têm acesso a conhecimentos sobre diversos temas relacionados à área da promoção da saúde – como direitos humanos, paternidade, direitos sexuais e reprodutivos, cultura da paz, diversidades, prevenção às ISTs, tabagismo, álcool e outras drogas  e saúde mental – e multiplicam esses aprendizados para os jovens das áreas em que atuam.

Divulgação / Prefeitura do Rio
  • 11 de junho de 2022