Bosques da Memória do Rio terão novas cerimônias no final de semana para homenagear as vítimas da Covid-19

Publicado em 31/08/2021 - 15:57 | Atualizado em 31/08/2021 - 15:58
Novas cerimônias no final de semana para homenagear as vítimas da Covid-19 - Divulgação/Prefeitura

A Alameda Sandra Alvim, no Recreio dos Bandeirantes, em parceria com Prefeitura do Rio e a sociedade civil, irá realizar nos dias 4 e 5 de setembro, novas cerimônias com o plantio de 67 árvores em homenagem às vítimas da Covid-19 e aos profissionais de saúde do município. Com a realização das últimas duas cerimônias no local, o total de mudas plantadas, desde junho, será de 150 em quatro bosques diferentes.

Apoiado pela ONU, o projeto conta com o apoio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Fundação Parques e Jardins que fica responsável pela preparação dos berços e pelo fornecimento de equipamentos e terra adubada. Mudas de ipê amarelo, guriri, pau-brasil, pitanga, grumixama, graviola, caju, acerola, aroeira e amora são doadas por familiares e amigos das vítimas, respeitando o bioma local, a vegetação nativa de restinga.

Homenagem aos funcionários do judiciário
Assim como aconteceu nas cerimônias anteriores, as famílias participantes irão plantar as mudas identificadas com o nome da pessoa falecida, representando as vidas perdidas na cidade do Rio.

No sábado (04/09) também serão homenageados os falecidos funcionários do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e os profissionais terceirizados que prestavam serviços à instituição. A cerimônia terá a presença do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Antônio Saldanha Palheiro, e do Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Milton Fernandes de Souza, que também irão realizar os plantios simbólicos.

A Alameda Sandra Alvim, com 850 metros de comprimento por 70 metros de largura, é o maior corredor verde do Rio. Desde 2018, o espaço é adotado pela arquiteta Isabelle de Loys, por meio do projeto Adote.Rio da Fundação Parques e Jardins, com a proposta de recuperar a vegetação nativa e a sua fauna.

Bosques da Memória
A campanha “Bosques da Memória” foi criada em 2020 com o objetivo de plantar árvores e recuperar florestas, como um gesto simbólico de homenagear pessoas que morreram na pandemia e agradecer aos profissionais de saúde no Brasil. A entidades Rede de ONG´s da Mata Atlântica (RMA), Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) e Pacto pela Restauração da Mata Atlântica se uniram e idealizaram um projeto de alento e solidariedade às famílias enlutadas.

Os plantios são apoiados pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) em alinhamento com as ações da Década da ONU da Restauração de Ecossistemas 2021-2030.

É um esforço da ONU, com aprovação dos países-membros, para criar um movimento global de recuperação, reverter a perda de espécies e ajudar no cumprimento de metas de redução de emissões de carbono.

SERVIÇO:
Cerimônia Bosque da Memória 3
04/09/2021 – 10h
Alameda Sandra Alvim
Localização do Bosque da Memória 3: entre a Rua Joaquim Moreira nº 441 e a Av. Jarbas de Carvalho nº 1799 – Recreio dos Bandeirantes

Cerimônia Bosque da Memória 4
05/09/2021 – 10h
Alameda Sandra Alvim
Localização do Bosque da Memória 4: entre a Rua Almirante Ary Rangel nº721 e a Rua Venâncio Veloso nº 15 – Recreio dos Bandeirantes

  • 31 de agosto de 2021