Projeto de eficiência energética do CASS vai gerar economia de R$ 2,2 milhões no gasto de luz da sede da Prefeitura

Publicado em 13/08/2019 - 10:29 | Atualizado em 16/08/2019 - 14:49
  • Início/
  • /
  • Projeto de eficiência energética do CASS vai gerar economia de R$ 2,2 milhões no gasto de luz da sede da Prefeitura

A Prefeitura do Rio de Janeiro começou a implantar um plano que permitirá economia de R$ 2,2 milhões por ano no consumo de energia no Centro Administrativo São Sebastião (CASS), sede do governo municipal. O Projeto de Eficiência Energética do CASS inclui troca de todas as lâmpadas fluorescentes por outras novas, de tecnologia LED, e instalação de painéis de energia solar, entre outras medidas.

A instalação do sistema de geração de energia solar fotovoltaica será concluída até setembro. A substituição da centrífuga do ar-condicionado central está prevista entre outubro e novembro. A troca das lâmpadas está sendo feita gradativamente, com previsão de conclusão das mais de 22 mil posições até fevereiro de 2019.

A reforma será possível graças a um prêmio recebido pela Prefeitura num chamamento público feito pela Light. O Projeto de Eficiência Energética do Centro Administrativo São Sebastião conquistou o primeiro lugar entre outros entes da administração pública que concorreram. O bom resultado gerou verba de aproximadamente R$ 6 milhões para desenvolvimento da 1ª etapa do Diagnóstico de Eficiência e Sustentabilidade do CASS.

São as seguintes as principais ações do Projeto de Eficiência Energética da sede da Prefeitura:

• troca de todas as lâmpadas fluorescentes por outras novas de tecnologia LED: 22.189 pontos de iluminação nos blocos I e II do complexo;
• implantação de um sistema de automação na central de água gelada para operacionalizar todos os chillers do sistema de ar condicionado;
• substituição da centrífuga operante por outra mais eficiente;
• instalação de sistema de geração de energia solar fotovoltaica composto por 225 módulos na cobertura do Bloco I.

O projeto apresentado à Light nasceu de um relatório elaborado em 2015 e intitulado Diagnóstico de Eficiência Energética do CASS. O plano está alinhado ao conceito de sustentabilidade buscado para a cidade. E possibilita a adoção de práticas sustentáveis nas instalações prediais da sede da Prefeitura.

A meta é melhorar a qualidade de vida dos servidores no ambiente de trabalho e oferecer conforto aos cidadãos que chegam ao CASS à procura de serviços públicos. Além, claro, de gerar economia para os cofres públicos, com a redução no consumo de energia.

  • 13 de agosto de 2019