Secretaria da Juventude lançará parceria para auxiliar jovens a conquistar diploma do Ensino Médio

Publicado em 14/06/2023 - 12:56 | Atualizado em 14/06/2023 - 13:01
  • Início/
  • /
  • Secretaria da Juventude lançará parceria para auxiliar jovens a conquistar diploma do Ensino Médio
Os inscritos terão acesso gratuito a uma plataforma para fazer a prova do Encceja - Laryssa Lomenha/Prefeitura do Rio

A Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio) realizará, nesta quinta-feira (15/6), no Palácio Rio 450, em Oswaldo Cruz, a cerimônia de lançamento do Chegou a minha Vez, uma parceria entre a Prefeitura do Rio e o Descomplica, instituição de ensino reconhecida nacionalmente por desenvolver e ministrar cursos preparatórios. Essa união irá oferecer a 20 mil cariocas,  já inscritos, acesso gratuito a uma plataforma on-line para realizar a prova do Encceja, exame que concede a jovens e adultos que não concluíram o Ensino Médio a oportunidade de certificação. A iniciativa não tem custos para o município.

Quase 70 milhões de brasileiros acima de 25 anos não concluíram o Ensino Básico – Fundamental e Médio – e, a cada ano, 500 mil jovens se juntam a essa conta. Os dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) expõem um grande desafio a ser vencido pela educação. O programa Chegou a Minha Vez oferece aos alunos uma jornada de desenvolvimento educacional com foco na empregabilidade e na preparação para a prova Encceja 2023. Este ano, o exame será realizado no dia 27 de agosto.

A proposta visa conter um dos motivos para as desigualdades de renda entre jovens e adultos: o abandono dos estudos. O Mapa do Ensino Superior de 2019 apontou que o grau de instrução influencia na renda média salarial. Um jovem com Ensino Médio completo recebe até 13% a mais do que outro que terminou apenas o Fundamental. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostrou também, em 2022, que 77,52% das vagas abertas exigiam que o candidato tivesse concluído o Ensino Básico ou a graduação.

Para o secretário de Juventude do Rio, Salvino Oliveira, a parceria é importante para atacar um problema social grave.

– A iniciativa é de extrema importância. Conheço bem o serviço da Descomplica porque eu mesmo fui aluno deles. Mas a grande maioria dos jovens não tem acesso. Vivemos hoje, em todo o país, uma realidade educacional dramática, com 75% dos jovens entre 18 e 24 anos que estão atrasados ou pior, abandonaram os estudos. Isso afeta toda a sociedade, que tem uma população cada vez maior de cidadãos desescolarizados, que não conseguem acessar melhores condições de trabalho e renda e, consequentemente, de qualidade de vida. É um ciclo perverso que impacta toda a cadeia socioeconômica e só faz aumentar a pobreza em nosso país – afirma Salvino.

– É fato que a evasão escolar reflete impactos na economia do país: de acordo com estudos do Instituto Insper, o impacto da não formação de 69 milhões de pessoas no Ensino Médio gera uma perda financeira ao governo estimada em R$ 220 bilhões anuais, o que representa até 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB). Os motivos do abandono das salas de aula estão atrelados a problemas sociais sérios, como a necessidade de trabalhar, gravidez precoce e dificuldade de conciliar estudos com afazeres domésticos. Com o objetivo de dar a oportunidade para essas pessoas que não tem perspectivas de retomar os estudos, a Descomplica contribui de forma inclusiva com a preparação para a prova, em um formato de curso que se adequa à realidade da rotina delas – explica o CEO e fundador da Descomplica, Marco Fisbhen.

Participação no programa

A inscrição ocorreu até o início de junho. Para participar foi preciso cumprir os seguintes requisitos: ter 18 anos, não ter completado o ensino Fundamental ou Médio e saber ler e escrever. O programa tem como  foco prioritário jovens com renda mensal inferior a R$ 1,5 mil; pretos, pardos e em comunidades nativas brasileiras; mulheres que precisaram abandonar os estudos a partir da maternidade; e jovens em vulnerabilidade.

A plataforma

Os alunos contemplados terão acesso à plataforma digital da Descomplica, com aulas ao vivo e gravadas, exercícios e simulados, até duas redações por mês não cumulativas, além de, opcionalmente, poderem participar de uma comunidade de alunos. Serão disponibilizados materiais para todas as disciplinas listadas no edital da prova do Encceja: Matemática, Ciências da Natureza, Linguagens e Redação e Ciências Humanas. Será possível realizar aulas complementares na modalidade online. Os conteúdos podem ser baixados para assistir offline, posteriormente.

 

  • 14 de junho de 2023
  • Pular para o conteúdo