Projeto oferece bolsa de R$ 750 para jovens de Guaratiba estudarem gestão cultural de museus

Publicado em 07/06/2024 - 14:36 | Atualizado em 07/06/2024 - 16:19
  • Início/
  • /
  • Projeto oferece bolsa de R$ 750 para jovens de Guaratiba estudarem gestão cultural de museus
Os jovens vão fazer um curso sobre gestão cultural de museus - Laryssa Lomenha/Prefeitura do Rio

A Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio) e o Museu de Arte do Rio (MAR) se uniram para uma parceria que vai beneficiar jovens cariocas com bolsas de R$ 750 em uma formação que engloba diversas áreas que estruturam os museus e suas competências: curadoria, museologia, educação, comunicação, produção cultural, eventos e administração. Nesta quinta-feira (6/6), começou o Percursos Formativos, curso idealizado e desenvolvido, desde 2019, pela Escola do Olhar, polo educacional do MAR que auxilia na formação de jovens da rede pública de ensino e de regiões periféricas da cidade na produção de arte e cultura.

Neste ano, foram selecionados jovens de 16 a 21 anos de Guaratiba, Barra de Guaratiba e Pedra de Guaratiba, maior região em extensão territorial do Rio.

No total, foram disponibilizadas 10 vagas, sendo cinco direcionadas exclusivamente para jovens do Pacto pela Juventude, projeto da JUVRio em parceria com a Unesco, reconhecido internacionalmente no Fórum de Juventude da ONU, e que já formou centenas de jovens em liderança comunitária. Guaratiba foi escolhida por ser a região da cidade que possui 22,54% da população vivendo em favelas não urbanizadas, em contraste com a média da cidade, que é de 14%, segundo o Índice de Progresso Social do Instituto Pereira Passos.

Para a Secretária da Juventude Carioca, Gabriella Rodrigues, a parceria tem como foco proporcionar formação para a área de Cultura a jovens que almejam carreiras nessa área, mesmo que residam longe do polo de oportunidades mais central da cidade.

– O mercado da economia criativa precisa ser acessado pela juventude, mas isso só vai acontecer se oferecermos uma qualificação adequada. O Rio de Janeiro é pioneiro em atividades culturais de impacto internacional. Nada mais justo que os nossos jovens estejam preparados e capacitados para fazer carreira em uma das áreas mais promissoras do país. Estar com jovens da extrema Zona Oeste, especialmente Guaratiba, nesse projeto é também propiciar inclusão produtiva de uma juventude que, historicamente, não acessa os postos de maior remuneração na cidade – disse Gabriella.

 

Cada um dos 10 jovens vai receber uma bolsa de R$ 750 – Laryssa Lomenha/Prefeitura do Rio
  • 7 de junho de 2024
  • Pular para o conteúdo