Prefeitura inicia obras de reurbanização do Bairro Maravilha na Zona Oeste. Sepetiba vai ganhar uma Vila Olímpica

Publicado em 19/06/2022 - 16:12 | Atualizado em 19/06/2022 - 16:43
Prefeitura deu início a obras do programa Bairro Maravilha na Zona Oeste - Alexandre Macieira/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, iniciou, neste domingo (19/6), novas intervenções do programa Bairro Maravilha em Santíssimo, Santa Cruz e Inhoaíba. Ao todo, 96 logradouros serão revitalizados com obras de pavimentação, drenagem e saneamento nestas três áreas. Os investimentos ultrapassam R$ 66 milhões.

Em Santíssimo, os serviços de reurbanização vão chegar a 39 logradouros do loteamento da Carobinha. Avenidas e ruas importantes estão incluídas nos projetos, como Pau D’Alho, Oitenta e Dois, entre outras. No bairro de Santa Cruz, na comunidade da Barreira, melhorias serão executadas na Travessa da Verdade, no Beco da Barreira e em mais oito localidades. Já na comunidade Maria Lorosa, serão contemplados 31 logradouros, entre eles a Rua Maria Lorosa, nos seus trechos um e dois, e o Beco Alzemiro José Maria. Em Inhoaíba, o Bairro Maravilha vai reformar 15 ruas da comunidade Santa Helena.

 

– O programa Bairro Maravilha traz requalificação, drenagem, esgoto, passeio e pavimentação em áreas degradadas da cidade. O bairro ganha uma cara nova – afirmou a secretária de Infraestrutura, Jessick Trairi.

 

Construção de Vila Olímpica e revitalização da orla de Sepetiba

Acompanhada do presidente da Rio-Urbe, Rafael Salgueiro, a secretária de Infraestrutura também esteve em Sepetiba neste domingo. Os dois apresentaram aos moradores dois novos importantes projetos da Prefeitura para o bairro da Zona Oeste: a construção da Vila Olímpica de Sepetiba e o plano de revitalização para a orla da praia da região. A Empresa Municipal de Urbanização (Rio-Urbe), vinculada à Secretaria Municipal de Infraestrutura, será o órgão responsável por tocar ambas as iniciativas.

A nova Vila Olímpica será erguida em um terreno de 22,1 mil metros quadrados. O equipamento público vai contar com uma pista de atletismo de 1,4 mil metros quadrados, um campo de futebol de 2,8 mil metros quadrados (área contempla as cabeceiras da pista de atletismo), um parque aquático com três piscinas, um parque infantil, uma academia de terceira idade (ATI), um ginásio poliesportivo coberto e vestiários. Estão previstas, também, a implementação de guarita para portaria e segurança, a construção de um prédio de apoio com salas de aula, administração e oficina de manutenção, estacionamento, além da instalação de um bicicletário. Os usuários da vila ainda vão poder usufruir de jardins e uma área de cinema ao ar livre.

Está previsto no projeto de reestruturação da orla da Praia de Sepetiba uma série de ações de reurbanização. Será construída uma ciclovia, e a ciclofaixa existente será recuperada. Quiosques serão implementados a fim de fortalecer o comércio local, e as calçadas de ambos os lados serão recuperadas. A iluminação da orla será modernizada pela Rioluz, com a instalação de lâmpadas LED. A Rio-Urbe vai instalar diversos equipamentos esportivos (de ginástica, futebol, vôlei, badminton) ao longo da orla, além de chuveiros coletivos, anfiteatros, parquinhos, pergolados em madeira ecológica e um bicicletário. Por fim, o píer será recuperado, tal como todo o gradil.

Prefeitura anuncia a chegada de investimentos em reurbanização nas zonas Norte e Oeste

Conjunto Maravilha em Cosmos e obras de drenagem da Avenida Paulo Afonso, em Campo Grande

A Prefeitura começou, também, as obras de recuperação da infraestrutura do Conjunto Habitacional Vila dos Coqueiros, em Cosmos. Por meio do programa Conjunto Maravilha, a Rio-Urbe vai renovar a pintura dos blocos de apartamentos, muros, grades e portões da unidade. Também vai revisar os telhados e recuperar as caixas d’água, bem como executar a revisão das instalações elétricas.

Um trecho de muro danificado do conjunto será refeito, e o piso de concreto da área dos blocos, reconstruído. A Vila dos Coqueiros ainda vai receber serviços de drenagem, com a execução de obras de canaleta em concreto para escoamento de águas pluviais. As obras vão durar seis meses e o custo total é de R$ 1,8 milhão.

 

– O Conjunto Maravilha é um programa que traz uma requalificação total para os prédios de conjuntos habitacionais – disse a secretária de Infraestrutura.

 

Em Campo Grande, o presidente da Fundação Rio-Águas, Wanderson Santos, apresentou o projeto de drenagem para reduzir os alagamentos na Avenida Paulo Afonso e em seu entorno. Ao todo, serão implantados 839 metros de redes de drenagem, incluindo a recuperação de trechos do canal ao longo desta avenida, que apresentam erosão.

– Na última sexta-feira, o prefeito Eduardo Paes esteve aqui na Zona Oeste ouvindo os moradores e anunciando uma série de obras. Hoje, voltamos para anunciar mais melhorias. Tem muito bairro aqui ainda precisando dessa infraestrutura básica. Sem dúvida, o Bairro Maravilha traz essa dignidade para a população – declarou o subprefeito da Zona Oeste, Diogo Borba.

 

  • 19 de junho de 2022