Operação Caça Fios completa um mês com mais de duas toneladas de fiação retiradas das ruas

Publicado em 25/11/2022 - 13:43 | Atualizado em 25/11/2022 - 13:44

O programa Caça Fios da Prefeitura do Rio, coordenado pela Rioluz, está completando um mês nesta sexta-feira (25/11). Desde o início, a operação lançada no bairro de Benfica, região central da cidade, já retirou dos postes mais de duas toneladas de fiação sem uso.

A operação passou a atuar em todas as regiões da cidade, incluindo os bairros de Botafogo, Ilha do Governador, Barra da Tijuca, Maracanã, Cachambi, Irajá, Jacarepaguá, além de Benfica.

– Nossa missão é arrumar esses cabos que estão soltos e sem uso nos postes da cidade, que ficam no rastro das tentativas de furto do parque de iluminação do Rio. É importante salientar que não iremos mexer nas fiações da concessionária de energia e de telecomunicações em funcionamento, apenas nas fiações que estão soltas enfeiando a paisagem urbana ou podendo causar um acidente com os pedestres – esclarece o presidente da Rioluz, Paulo Cezar dos Santos.

A Operação Caça-Fios é uma força-tarefa para eliminar fiações que ficam soltas, partidas e caídas no chão em virtude dos constantes furtos de cabos da rede elétrica da cidade e de fiações de telecomunicações desordenadas. A ação conta com o apoio das subprefeituras do Rio, que estão identificando os locais que necessitam, com urgência, desta intervenção e informando as gerências regionais da Rioluz.

Com sete caminhões cestas, os técnicos da Rioluz rondam a cidade para realizar o trabalho. Todo material recolhido vai para o depósito de gerência de materiais em Marechal Hermes, e fica disponível por 30 dias para a empresa recolher. A fiação que não for recolhida será descartada como sucata, leiloada e a verba revertida para os cofres municipais.

 

  • 25 de novembro de 2022
  • Skip to content