Prefeitura assina acordo com Banco Internacional para estudos do Favela Bairro 4

Publicado em 05/07/2021 - 17:14 | Atualizado
Iniciativa é voltada à urbanização de moradias em áreas de vulnerabilidade - Thiago Freitas/Prefeitura

O prefeito Eduardo Paes assinou a carta de cooperação técnica com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para reforçar a intenção do município em viabilizar a modelagem da quarta fase do Programa de Urbanização de Assentamentos Populares (Proap), conhecido como Favela Bairro. A iniciativa da Secretaria Municipal de Habitação (SMH) é voltada à urbanização de moradias em áreas de vulnerabilidade.

O próximo passo da prefeitura será a formação de um grupo de trabalho com colaboração de diferentes órgãos municipais. Cada um, em sua área de atuação, deve colaborar com planejamento de ações e compartilhamento de dados para um minucioso estudo social que definirá as áreas que poderão ser atendidas a partir dos critérios estabelecidos.

O BID poderá investir recursos de até 150 mil dólares em cooperação para levantamentos técnicos, por meio de consultoria contratada pelo próprio banco, a fim de subsidiar com estudos complementares para o desenho do projeto. Com a nova etapa, o governo espera atrair investimentos de 300 milhões de dólares, visando mitigar, com intervenções de urbanização integrada, as precariedades em territórios socialmente vulneráveis da cidade.

Em suas três fases anteriores, o Favela Bairro levou melhorias a 352 localidades – entre favelas e loteamentos clandestinos ou irregulares. Em sua última fase, entre 2010 e 2016, o programa, que passou a ser conhecido como “Morar Carioca”, recebeu investimentos de 2,72 bilhões de reais, totalizando mais de 500 mil beneficiados diretos.

  • 5 de julho de 2021