Ronda Maria da Penha faz palestra sobre violência doméstica para mulheres venezuelanas refugiadas

Publicado em 15/12/2022 - 15:15 | Atualizado
A palestra foi realizada na ONG SOS Aldeias Infantis Brasil, no Itanhangá, onde vivem 28 venezuelanas com seus filhos - Divulgação

Uma equipe da Ronda Maria da Penha (RMP), formada pelos guardas municipais Dos Santos, Marylin Cesar e Micheli Araújo, realizou, na quarta-feira (14/12), uma palestra sobre violência doméstica para  mulheres venezuelanas refugiadas no Brasil. A ação ocorreu na ONG SOS Aldeias Infantis Brasil, no Itanhangá, onde vivem, há aproximadamente um mês, 28 mulheres com seus filhos.

Além de falar sobre os principais tipos de violência tipificados na Lei Maria da Penha, a equipe fez uma pequena encenação teatral que exemplifica os tipos de violência sofridas pelas mulheres, frisando e esclarecendo que a violência não é só física, ela também se manifesta de outras formas como psicológica, patrimonial, moral, entre outras.

A equipe também orientou as mulheres como devem agir em casos de sofrer qualquer tipo de violência. Além disso, as mulheres receberam orientação sobre a rede de atendimento que dá assistência às vítimas. Este ano, a Ronda Maria da Penha já fez 14 palestras sobre o tema, em escolas da rede municipal de ensino, abrigos e centros comunitários.

  • 15 de dezembro de 2022
  • Skip to content