Guarda Municipal distribui pulseiras de identificação na orla de Copacabana no dia 31

Publicado em 29/12/2021 - 15:59 | Atualizado
Criança é identificada com pulseira pela Guarda Municipal - Divulgação / Prefeitura do Rio

Nesta sexta-feira (31/12), a Guarda Municipal do Rio (GM-Rio) fará a distribuição de pulseiras para identificar crianças na Praia de Copacabana. A iniciativa, que é parte da operação especial para o Réveillon 21/22, ocorre em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e será realizada das 7h às 19h, na Avenida Atlântica, altura dos Postos 2 e 3. O objetivo é prevenir e evitar casos de crianças perdidas e também conscientizar os responsáveis sobre a importância de adotar medidas de segurança em grandes eventos.

As pulseiras são impermeáveis, coloridas e levam o nome da criança e um telefone de contato do seu responsável. A estratégia já é utilizada diariamente pelos guardas do Subgrupamento de Operações de Praia (SGOP) nas areias, e ajuda a agilizar a localização dos pais, evitando a necessidade de acionar o Conselho Tutelar.

Saiba mais sobre a Operação Réveillon da Seop e da GM-Rio

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) montou esquema operacional com 3.048 agentes (entre guardas municipais e agentes de órgãos vinculados à secretaria) para o Réveillon. A operação teve início nesta quarta-feira (29/12), com ações preventivas de ordenamento na orla para coibir desordens, como o comércio ambulante irregular, o depósito de mercadorias na areia e o estacionamento em local proibido.

Ao todo, 87 reboques vão auxiliar as equipes durante a restrição de estacionamento na orla de Copacabana e na fiscalização de irregularidades de trânsito nas vias do entorno.

Além disso, três pontos de bloqueio serão montados em pontos estratégicos para evitar a entrada de ônibus fretados na cidade, que estarão proibidos a partir da zero hora do dia 30.

A Guarda Municipal vai atuar com efetivo de 2.238 agentes.

Serão montadas duas bases avançadas operacionais na Avenida Atlântica, na altura do Cantão do Leme, e na Rua Barão de Ipanema, para dar apoio ao efetivo. As bases funcionarão do dia 29 de dezembro até o dia 1º de janeiro. No dia 31, a operação também vai contar com apoio de 71 viaturas, entre carros e motos, sendo sete do programa Rio+Seguro; e cinco tendas operacionais que estarão posicionadas em pontos estratégicos na areia da Praia de Copacabana.

Os agentes atuarão com pistolas de eletrochoque incapacitantes, rádios de transmissão, além de smartphones utilizados para a comunicação entre as equipes que estarão patrulhando a orla e as ruas internas do bairro. O Centro de Comando e Controle Móvel ficará estacionado na Avenida Atlântica, esquina com a Rua República do Peru, ligado ao Núcleo de Videopatrulhamento com acesso às câmeras da Prefeitura.

Ações de controle e fiscalização de trânsito

Do total do efetivo, 491 guardas vão atuar exclusivamente no controle e na fiscalização do trânsito. As equipes do Grupamento Especial de Trânsito farão a implantação e o monitoramento dos pontos de bloqueio de acordo com planejamento feito pela CET-Rio. Para realizar as ações de trânsito, as equipes terão o suporte de rádios transmissores e smartphones para o contato direto com o COR, permitindo a comunicação imediata em situações de emergência ou em relação a mudanças de sinalização, priorizando a fluidez e a escoação do público ao término do evento.

Quiosques na orla da cidade

Os quiosques estão autorizados a funcionar no Réveillon pela cidade. No entanto, não está permitido o fechamento do espaço público por meio de cercados. A Seop atuará na fiscalização.

  • 29 de dezembro de 2021