Servidor da Fazenda é premiado ao transformar análise de dados em soluções para a cidade

Publicado em 29/10/2019 - 15:31 | Atualizado em 30/10/2019 - 10:34
  • Início/
  • /
  • Servidor da Fazenda é premiado ao transformar análise de dados em soluções para a cidade
Sérgio Ferreira Bastos, destaque na categoria "Governo digital", do Prêmio Espírito Público 2019 (Foto: divulgação SMF)Sérgio Ferreira Bastos, destaque na categoria "Governo digital", do Prêmio Espírito Público 2019 (Foto: divulgação SMF)

Líder Carioca e assessor-chefe da NudgeRio, na Fundação João Goulart, Sérgio Ferreira Bastos é eleito destaque na categoria “Governo Digital” do Prêmio Espírito Público

Na semana em que é comemorado o Dia do Servidor Público, a Prefeitura do Rio pode se orgulhar de ter um representante de seu corpo efetivo brilhando Brasil afora. Sérgio Ferreira Bastos, assessor-chefe da NudgeRio, na Fundação João Goulart, e especialista em análise e cruzamento de dados, foi eleito destaque na categoria “Governo digital” do Prêmio Espírito Público 2019. A cerimônia de premiação aconteceu na última segunda-feira, dia 28 de outubro, em São Paulo, e representa o maior reconhecimento na trajetória pública para servidores brasileiros. Ao todo, 1049 candidatos de entidades públicas de todo o país foram avaliados por 160 jurados e um comitê especializado de cada categoria, que escolheu os vencedores e os destaques do prêmio.

Como recompensa por figurar entre os 18 vencedores, Sérgio já havia ganhado uma viagem para conhecer a Hertie Scholl of Governance de Berlim, na Alemanha, além de um prêmio em dinheiro. Realizada em setembro, a imersão de uma semana reuniu os vencedores do prêmio na renomada instituição alemã de administração pública para troca de experiências com servidores daquele país e especialização em temas como liderança, gerenciamento público e transformação digital. Quase um mês depois, Sérgio e os demais selecionados se reencontraram na premiação, justamente na data que marca o feriado do servidor.

– É fundamental que haja esse reconhecimento na semana em que se comemora o Dia do Servidor. Tenho a sensação de dever cumprido e o prêmio reforça a motivação que tenho de entregar meu melhor para a sociedade, revela Sérgio. – Sobre a imersão em Berlim, cada vencedor do Prêmio Espírito Público trouxe consigo um legado e a sensação de estar no caminho certo. Conhecemos o parlamento alemão e debatemos temas fundamentais como prevenção à corrupção, mudanças climáticas e segurança pública.

Doutor em Engenharia de Produção pela PUC-RJ, Sérgio ingressou no serviço público após ser aprovado em concurso da Secretaria Municipal de Educação para dar aulas de matemática, há 29 anos. Em 2012, foi selecionado no programa de capacitação de gestores Líderes Cariocas, da Fundação João Goulart, e começou a participar mais ativamente de projetos da Prefeitura em diversos segmentos. A especialização em análise e cruzamento de dados, que lhe rendeu o reconhecimento do prêmio, veio do desejo antigo de usar seus conhecimentos na área de exatas para facilitar a vida do cidadão.

– Eu apresentei aos jurados minha trajetória no serviço público através de vários trabalhos desenvolvidos nessa área. Em 2013, virei Cientista de Dados do PENSA, uma unidade da Casa Civil de análise de dados e lá desenvolvi, por exemplo, um projeto que reduziu o consumo de água e de energia em 1300 escolas municipais, sendo possível até a detecção de roubo e de vazamento de água através de rede subterrânea, detalha.

Atualmente, Sérgio é assessor-chefe da Unidade Nudge da Fundação João Goulart, que faz parte da estrutura da Secretaria Municipal de Fazenda. Ele continua realizando análise de dados, mas agora conta com auxílio da ciência comportamental aplicada Nudge, que busca aumentar a efetividade de políticas públicas através de pequenos estímulos aos cidadãos.

– Os projetos mais recentes nessa linha são bastante inovadores. O “Nudge Matrícula On-line”, por exemplo, praticamente acabou com aquele antigo problema das filas intermináveis de pais nas portas das escolas polos de matrícula. Em outra iniciativa foi possível reduzir o número de inscritos na Dívida Ativa. Tudo isso foi apresentado e reconhecido na premiação, enumera o servidor, que já planeja o próximo passo no serviço público. – Estou trabalhando com inteligência artificial. Quero explorar esse campo do conhecimento junto à ciência comportamental aplicada para minimizar perdas de recursos financeiros e maximizar os benefícios para a sociedade.

Categoria: Fazenda

29 de outubro de 2019