Prefeitura reinaugura Casa de Convivência Carmem Miranda, na Penha

Publicado em 08/10/2021 - 18:49 | Atualizado

Cerca de 150 idosos participaram da reinauguração da Casa de Convivência Carmen Miranda, na Penha, nesta sexta-feira (08/10). Seguindo todos os protocolos sanitários, as atividades aconteceram em área externa, no pátio do estacionamento do Santuário da Penha. Este é o sexto espaço reaberto após mais de ano e meio fechado por conta da pandemia da Covid-19.

Os alunos do espaço realizaram uma apresentação de movimentos rítmicos, após ensaio feito de forma online. A turma do coral também  mostrou seu talento. Além disso, todos os presentes concorreram a um par de ingressos para o Planetário. Vale ressaltar que as Casas de Convivência da Prefeitura já atenderam quase 15 mil pessoas em quatro meses, de acordo com balanço fechado até agosto.

As Casas são espaços de socialização e promoção da qualidade de vida do seu público alvo, formado por pessoas de ambos os sexos, a partir de 60 anos. O secretário municipal do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, Junior da Lucinha, deixou claro que vai levar em conta a opinião dos frequentadores para montar a grade de atividades:

 

– Estou muito feliz de estar aqui hoje. Estou aqui para aprender com vocês. A grade que a gente montou é provisória. Através das sugestões de vocês, vamos fazer as alterações necessárias. Agradeço ao Padre Thiago Sardinha que cedeu o espaço do Santuário da Penha para que essa reabertura fosse possível.

 

Para Maria Aparecida, de 92 anos, a Casa de Convivência Carmen Miranda é um alívio para suas dores:

 

– É um divertimento. Sou veterana. Em casa eu só fazia palavra cruzada e as pernas doíam. Aqui eu danço. Adoro forró, samba… o meu negócio é a dança. Eu estava doida para que esse projeto retornasse.

 

Os requisitos para frequentar as Casas de Convivência são: ter 60 anos ou mais e já ter sido vacinado contra a Covid-19 (é necessário apresentar a caderneta de vacinação). O recadastro será feito na própria Casa de Convivência entre os dias 13 e 19 de outubro. As atividades começam no próximo dia 20, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Os interessados devem levar documento de identidade, CPF, comprovante de residência e três fotos 3×4.

Em agosto, as Casas Clara Nunes, em Madureira; Bibi Franklin Leal, na Tijuca; Naná Sette Câmara, em São Conrado, e Maria Haydee, na Gávea, realizaram 6.231 atendimentos. Em julho foram 5.081; em junho, 2.876 e, em maio, 532.