Prefeitura lança o Projeto Vida Ativa para pessoas com 40 anos ou mais

Publicado em 14/10/2021 - 15:48 | Atualizado
Paes quer mais gente frequentando praças e parques públicos - Beth Santos/Prefeitura do Rio

O prefeito Eduardo Paes e o secretário do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, Junior da Lucinha, lançaram o projeto Vida Ativa, nesta quinta-feira (14/10), no Parque Madureira. Com 300 núcleos distribuídos pela cidade, o projeto tem o objetivo de oferecer à população um envelhecimento com energia e vigor. A meta é alcançar 40 mil pessoas anualmente.

O Vida Ativa será realizado de segunda a sexta-feira, das 7h às 10h, em locais públicos ou cedidos, e atenderá pessoas em processo de envelhecimento com idade igual ou superior a 40 anos. Cada núcleo será composto por três profissionais: professor de educação física, técnico de enfermagem e integrador social.

 

– É um prazer enorme abrir esse espaço para vocês. Vamos dar assistência a 40 mil pessoas na cidade com o projeto Vida Ativa e também recuperar as Academias da Terceira Idade (ATIs), trazendo dignidade e ocupando o espaço público. Não tem nada que traga mais segurança para a cidade do que ter gente na rua, frequentando praças e parques públicos – afirmou o prefeito.

 

O lançamento contou com cerca de 200 idosos, que tiveram aulas de alongamento, dança e treino funcional. Também foi oferecida aferição de glicose e pressão.

 

– O projeto vai ter apoio de professor de educação física, técnico de enfermagem e nutricionista, com acompanhamento trimestral para saber como aquela atividade impactou positivamente na vida dos praticantes. Vamos atender de Santa Cruz a Ipanema, de Copacabana a Paquetá, em todo canto dessa cidade vai ter um projeto desse promovendo mais qualidade de vida e bem-estar para as pessoas – disse o secretário Junior da Lucinha.

 

O projeto busca a melhoria e a manutenção da independência funcional dos seus participantes, bem como o aumento da sua capacidade cognitiva e o incremento das relações sociais, por meio de atividades físicas, sociais, culturais, educativas e integrativas. A previsão é que o primeiro núcleo seja implantado em novembro.

O Vida Ativa contará com capacitações constantes dos seus profissionais, na busca de um atendimento cada vez mais seguro e humanizado ao cidadão carioca. Serão realizadas avaliações periódicas dos idosos, com atividades que atendam as especificidades do público alvo.