Secretários de capitais criam Conselho Nacional para solucionar desafios da Educação Básica

Publicado em 04/11/2022 - 19:56 | Atualizado

Secretários de Educação de capitais do país estiveram reunidos nesta quinta-feira (03/11), no Recife, e fundaram o Conselho Nacional de Secretários de Educação de Capitais (CONSEC). A ideia é instituir uma representação que leve as demandas e os desafios locais à esfera nacional, especialmente as necessidades das grandes cidades. O próximo encontro já está marcado para fevereiro, em Brasília. O grupo também convida o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, e seu futuro ministro da educação para participarem da articulação dos desafios do Ensino Básico.

Ao todo, doze secretários participam dos encontros desde o ano passado. A iniciativa foi criada diante da ausência de uma articulação do Ministério da Educação no cenário de pandemia, quando milhões de crianças deixaram de ir à escola. Os secretários vêm propondo políticas públicas e discutindo os temas mais urgentes e os desafios da Educação Básica, da Primeira Infância, da Educação Infantil, do Ensino Fundamental, da Educação de Jovens Adultos e da Educação Especial.

Fazem parte do Consec o secretário de Educação do Rio, Renan Ferreirinha; a secretária de Educação de Porto Alegre, Sônia Maria Oliveira da Rosa; de Florianópolis, Maurício Fernandes Pereira; de Curitiba, Maria Sílvia Bacila; de São Paulo, Fernando Padula Novaes; de Salvador, Otávio Marcelo Matos de Oliveira; de Recife, Frederico Amancio; de Belém, Márcia Mariana Bittencourt Brito; de São Luís, Anna Caroline Marques Pinheiro Salgado; de Fortaleza, Antônia Dalila Saldanha de Freitas; Cleizenir Divina dos Santos, de Palmas e de Porto Velho, Gláucia Lopes Negreiros.

 

– Esperamos que, com a troca de governo federal, possamos levar o Consec para uma articulação propositiva e contínua com o novo Ministério da Educação, que discuta de forma frontal e urgente a defasagem de aprendizagem deixada pela pandemia – disse o secretário do Rio, Renan Ferreirinha.

 

Em seu manifesto de criação, o Consec afirma: “Desta forma, é crucial que o MEC reassuma sua liderança na coordenação nacional das políticas públicas educacionais, apoiando entes subnacionais e secretarias nos diferentes desafios existentes, fortalecendo o regime de colaboração. Assim, na perspectiva de uma gestão democrática e participativa, que prioriza o diálogo e a construção de uma agenda de prioridades com efetiva participação do Municípios, este grupo se coloca à disposição para colaborar nesse processo”.

  • 4 de novembro de 2022
  • Skip to content