Secretaria Municipal de Educação lança o Rio Alfabetiza

Publicado em 01/06/2022 - 11:38 | Atualizado em 01/06/2022 - 12:38
Os professores que mais se destacam na alfabetização de alunos recebem incentivos - Prefeitura do Rio

O secretário municipal de Educação, Antoine Lousao, lançou, nesta quarta-feira (1/6), no Museu do Amanhã, o Rio Alfabetiza, que faz parte do Programa Rio Aprende+. O objetivo é chegar a 100% do total de estudantes alfabetizados até o 2º ano do Ensino Fundamental, além de reduzir a desigualdade e defasagem educacionais até 2024.

 

– Queremos ser referência na alfabetização de alunos já no 1° ano. Para isso, temos um programa específico de valorização, reconhecendo as escolas que se destacam, trabalhando numa lógica de pareamento, onde as escolas mais avançadas ajudam aquelas que estão em situação mais desafiadora. Os profissionais alfabetizadores dessas unidades também são valorizados, recebendo viagens e  incentivos para exercer a mentoria. Estamos com uma série de ações inovadoras para incentivar a difusão das melhores práticas na nossa rede de ensino – explicou o secretário Antoine Lousao.

Reconhecimento e Colaboração

O Incentivo Rio Alfabetiza+ em Rede irá certificar 100 profissionais com excelentes resultados de alfabetização nos diferentes contextos da rede municipal de ensino e promover a colaboração entre as 30 escolas com desempenho destacado e as 30 com resultados mais desafiadores. A seleção dos participantes se deu com base nos resultados de avaliação em 2021.

Os 100 profissionais certificados estarão aptos a receber um encargo mensal de R$ 500,00 até o final de 2022, caso desejem apoiar o nível central nas políticas educacionais de currículo, material pedagógico, formação continuada e avaliação da aprendizagem voltadas para a alfabetização, compartilhando suas boas práticas com toda a rede.

No Rio Alfabetiza+ em Rede para as escolas, as 30 unidades de desempenho destacado irão receber R$ 35.000,00 e as 30 unidades com resultados mais desafiadores receberão R$ 15.000,00 para que possam estabelecer ações de cooperação técnico-pedagógica. Caso ambas alcancem suas metas ao final de 2022, no ano seguinte as escolas desafiadoras receberão R$ 35.000,00 e as escolas com desempenho destacado, R$ 15.000,00, totalizando R$ 50.000,00 cada.

  • 1 de junho de 2022