Prefeitura inicia o ano letivo da rede municipal de ensino

Publicado em 07/02/2022 - 10:11 | Atualizado em 07/02/2022 - 18:31
Estudante higieniza as mãos ao entrar na escola - Fabio Motta - Prefeitura do Rio

O prefeito Eduardo Paes e o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, participaram nesta segunda-feira (07/02) do primeiro dia do ano letivo da rede de ensino. Nessa retomada das aulas, as atividades serão 100% presenciais. Todas as escolas foram preparadas para receber os alunos e também já iniciaram a entrega de uniformes e materiais pedagógicos.

– A prioridade, aqui, na cidade do Rio de Janeiro, desde o ano passado, sempre foi escola funcionando. Não tem nada mais importante que isso. Um dos efeitos ruins da pandemia foi que as crianças passaram o ano de 2020 inteiro sem aulas. Já no ano passado, nós retomamos, mas ainda com muita gente em ensino híbrido, que não é a mesma coisa. Temos  agora um tempo perdido a ser recuperado. Nossa rede de ensino é excepcional, funciona muito bem e possui profissionais dedicados. Tenho certeza que este ano será um período de muito aprendizado – disse o prefeito Eduardo Paes, na Escola Municipal Pedro Ernesto, na Lagoa.

São 1.543 unidades de ensino e quase 670 mil alunos (669.504) atendidos na rede municipal, do berçário ao ensino fundamental. A volta às aulas é resultado de uma operação que foi planejada desde o ano passado, com o levantamento das necessidades da rede, realização de licitações, contratações e gerenciamento para entregas de material pedagógico e uniformes.

– Estou muito feliz em dar as boas-vindas aos nossos alunos e a todos os profissionais de educação. Trabalhamos muito nos últimos meses para que os kits pedagógicos e as apostilas pudessem estar aqui, hoje. Além disso, estamos retomando as atividades presenciais seguindo rigorosamente todos os protocolos sanitários, que preveem o uso obrigatório de máscaras nas escolas e a higienização constante das mãos, entre outras medidas. Nada substitui a escola, é o local mais seguro e adequado para uma criança estar – afirmou o secretário de Educação, Renan Ferreirinha.

 

Confira os protocolos sanitários adotados pela Secretaria de Educação

 

Pais e alunos comemoram retorno às aulas presenciais

Pais e responsáveis não escondiam a satisfação pela volta integral do ensino presencial nas escolas municipais. A técnica de radiologia Débora Vieira Ribeiro enfatizou que a aprendizagem de seu filho Samuel, de 6 anos, é muito mais eficiente na escola do que as atividades remotas que são desenvolvidas em casa.

– É uma alegria muito grande ver o retorno das crianças para a escola, porque o aprendizado é sempre melhor na sala de aula do que em casa. Aqui, eles conseguem trocar conhecimento e experiência com outros coleguinhas. O Samuel foi vacinado contra a Covid-19 no sábado e não sentiu nada. Por isso, estou tranquila para a sua volta às aulas – ressaltou a mãe.

Samuel, que vai estudar o primeiro ano do Ensino Fundamental na Escola Pedro Ernesto, estava feliz por retornar à sala de aula. Ainda do lado de fora, o menino se mostrou ansioso por conhecer os novos colegas de turma.

– Gosto de fazer amigos, estou muito feliz de voltar à escola. Parece que essa aqui é bem legal. Espero que seja muito bom.

 

Samuel estava ansioso para conhecer os novos amigos da turma – Fabio Motta/Prefeitura do Rio

 

Uniformes

Só de uniformes serão entregues quase dois milhões de camisas, mais de um milhão de bermudas e mais de 600 mil tênis. Neste ano letivo, cada aluno vai receber três camisas, duas bermudas, cinco pares de meia e um par de tênis. As entregas serão concluídas até março. A novidade é a volta das bermudas e meias, que não foram oferecidas nos últimos anos.

Kits escolares

Para que alunos e professores tenham todo o material adequado para as aulas, estão sendo entregues mais de 600 mil kits escolares específicos para cada grupo de ensino. Entre os itens oferecidos estão: folha de papel A4, giz de cera, massa para modelar, tinta, pincel, borracha, canetas, cola, tesoura, apontador, lápis grafite, lápis de cor, régua, cadernos.

 

Os alunos da rede de ensino já começaram a receber o uniforme – Fabio Motta/Prefeitura do Rio

 

Material Rioeduca

O material do Rioeduca para o ano de 2022 tem muitas novidades. Os livros e cadernos pedagógicos foram elaborados integralmente por professores da rede municipal de ensino e serão distribuídos para todos os alunos.

Para estimular o aprendizado, o conteúdo dos livros valoriza a cultura e as pessoas dos territórios onde os alunos vivem. O material pedagógico foi enriquecido com fotos e informações, por exemplo, de líderes de projetos sociais e escritores cariocas nascidos em comunidades. Estudantes de escolas municipais também ilustram as páginas, numa iniciativa para as crianças se reconhecerem em seus livros.

Os capítulos têm personagens, criados pela Multirio, com diferentes gêneros, gerações e tons de pele, contribuindo para uma diversidade identitária. Além disso, todos ganharam nome e história, o que torna o material mais humanizado. Outro diferencial é que, em vez de privilegiar as marcas e os pontos turísticos mais conhecidos da cidade, os novos livros dão voz a histórias de bairros das zonas Norte e Oeste antes desconhecidas.

 

O material pedagógico foi integralmente elaborado pelos professores -Fabio Motta/Prefeitura do Rio

 

Novas vagas em creches

Um dos principais resultados do trabalho realizado no primeiro ano de gestão foi a abertura de mais de oito mil vagas em creches, ampliando a capacidade de atendimento para 92 mil crianças este ano. Em apenas um ano de gestão, a SME já conseguiu abrir mais vagas em creches do que nos últimos quatro anos da gestão anterior.

Recuperação da aprendizagem

A Secretaria de Educação também trabalhou os últimos meses focada num planejamento para a recuperação da aprendizagem e oferta de alternativas para as crianças permanecerem por mais tempo nas escolas. O programa Escola de Férias, por exemplo, foi o pontapé dessa política que oferece aprendizagem, diversão e conecta ainda mais as crianças com a escola.

Reforço Rio

O Reforço Rio é uma das estratégias que visa recuperar o aprendizado das crianças com diversas medidas, oferecidas também no contraturno escolar. Uma delas é a designação de tempos na grade horária específicos para implementação do trabalho de recomposição e reforço.

– Expansão da carga horária no contraturno escolar, visando a redução da defasagem na aprendizagem.

– Cinco horas semanais de reforço para 75 mil alunos.

– Apoio de professores e estagiários, em aulas presenciais ou remotas.

– Plano individualizado elaborado pelo professor do aluno a partir das avaliações diagnósticas.

– Reagrupamento dos estudantes no início do ano letivo de acordo com o nível de aprendizagem.

– Professores e estagiários contarão com formação e material pedagógico específicos para esta ação.

Priorização curricular

Para reforçar e recuperar o conteúdo que não foi trabalhado o suficiente no último ano em função da pandemia, a Secretaria de Educação optou por um modelo de priorização curricular, que é uma prática educacional aprovada pela Unesco. É uma forma de se trabalhar no ano corrente habilidades focais aplicadas em anos anteriores, e que são necessárias para o bom seguimento do aprendizado.

Em cada um dos quatro bimestres deste ano serão trabalhados o ano corrente de 2022 e também habilidades e conteúdos oferecidos aos alunos no ano passado, mas que ainda necessitam ser revistos para o bom seguimento do aprendizado dos alunos.

Ensino Integral

Este ano, a SME seguirá ampliando o número de escolas com oferta de ensino integral. A meta da Secretaria de Educação é chegar a 50% dos alunos estudando em tempo integral até 2024. O planejamento, que contempla reestruturações da rede, prevê um aumento de mais 100 mil alunos estudando em horário integral até 2024.

Dados da rede de ensino

Número de escolas: 1.543
Total alunos: 669.504
Creches: 92.175 alunos
Pré-escola: 87.427 alunos
Ensino Fundamental: 464.224 alunos
PEJA: 21.522 alunos
Educação Especial (em sala exclusiva): 4.156 alunos

 

Secretaria de Educação convoca 1.121 novos professores para a educação infantil e o ensino fundamental

  • 7 de fevereiro de 2022