Prefeitura do Rio inaugura mais uma unidade escolar do Programa Fábrica de Escolas

Publicado em 04/10/2022 - 12:19 | Atualizado em 04/10/2022 - 12:34
O EDI Jorge Bastos Moreno vai atender 300 crianças a partir do próximo ano letivo - Beth Santos/Prefeitura do Rio

O prefeito Eduardo Paes, o secretário municipal de Educação, Antoine Lousao, a secretária municipal de Infraestrutura, Jessick Trairi, e o presidente da Rio-Urbe, Rafael Salgueiro, inauguraram, nesta terça-feira (4/10), o Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) Jornalista Jorge Bastos Moreno, no bairro do Rocha, na Zona Norte. Com capacidade para atender 300 crianças do berçário à pré-escola, esta é a segunda unidade de ensino inaugurada neste ano e que faz parte da retomada do Programa Fábrica de Escolas, responsável pela construção de mais de 100 unidades.

Com um investimento de R$ 18,5 milhões, o novo EDI do Programa Fábrica de Escolas é mais um atestado dos esforços realizados pela atual gestão em resgatar projetos que deram certo no passado. E a unidade de ensino Jorge Bastos Moreno foi mais uma concluída pela nova gestão, após sua construção ter sido abandonada em 2017.

– Inaugurar escola é sempre um motivo de enorme alegria. Dar o nome de Jorge Bastos Moreno a esta escola é uma homenagem que fazemos com muita honra e prazer, temos que inspirar essa criançada para ter crença no futuro do Brasil. Essas crianças, aqui, têm que ser educadas num ambiente de disciplina, respeito, mas, acima de tudo, num ambiente de liberdade, de democracia – afirmou o prefeito Eduardo Paes.

A previsão é a de que, até 2024, a cidade ganhe 22 novas unidades escolares, sendo 18 oriundas da retomada do Programa Fábrica de Escolas e quatro escolas olímpicas, já em construção com a utilização de materiais da desmontagem da Arena do Futuro, que recebeu as competições handebol e goalball nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

A nova unidade fica no mesmo complexo do qual também fazem parte o Ginásio Experimental Tecnológico Elza Soares (Fundamental I) e a Escola Cívico-Militar (Fundamental II). O EDI Jorge Bastos Moreno conta com 12 salas, sendo quatro berçários e oito salas de atividades, além de fraldário, solarium, parquinho, cozinha e refeitório. Tem ainda área administrativa com secretaria, sala de direção e depósitos, além de atender a todas as normas de acessibilidade.

Climatizados, os ambientes pedagógicos foram erguidos com materiais térmico-acústicos, com fachadas duplas, forros e painéis que garantem o conforto dos alunos com temperaturas agradáveis e isolamento de som externo. Para iniciar a operação, serão transferidas cinco turmas, com cerca de 130 alunos, de Pré-Escola I e II da Escola Municipal Delfim Moreira.

– Vamos entregar mais dez escolas para o próximo ano letivo. São obras que estavam paradas e que estamos retomando. Com isso, vamos contribuir para aumentar a oferta de vagas na educação infantil e a qualidade de ensino no Rio de Janeiro – disse o secretário de Educação, Antoine Lousao.

O programa – coordenado e executado pela Rio-Urbe, órgão da Secretaria Municipal de Infraestrutura – tem por base preceitos construtivos de modularidade, racionalidade, pré-fabricação, segurança, sustentabilidade, economia, conforto térmico, acústico e eficiência energética. As estruturas das escolas são de um sistema construtivo mais ágil, compostas por elementos pré-fabricados que garantem a sustentabilidade e rapidez na construção.

– Nessa metodologia construtiva, usamos aqui paredes e telhados termo-acústicos para trazer conforto aos cerca de 300 alunos. Como é uma unidade que recebe crianças da primeira faixa etária, é importante a escola ter esse isolamento acústico e uma temperatura adequada para todos os alunos e professores – destacou a secretária de infraestrutura, Jessick Trairi.

Atualmente, a rede da Secretaria Municipal de Educação dispõe de 287 Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDI) atendendo a mais de 75.500 crianças. Para o início do próximo ano letivo serão mais cinco unidades: Pavuna, Maré, dois em Antares e outro em Curicica.

 

Jorge Bastos Moreno

O jornalista Jorge Bastos Moreno nasceu em Cuiabá, Mato Grosso, em 23 de abril de 1954. Ganhador do Prêmio Esso, em mais de 40 anos de carreira colecionou grandes furos de reportagens. Moreno foi colunista do jornal O Globo, onde escrevia semanalmente sobre política, e dono do Blog do Moreno, em que também tratava de política, mas num estilo informal, com informações dos bastidores do poder em Brasília. Morreu em 2017, aos 63 anos.

Colunista do jornal O Globo, Ancelmo Gois foi companheiro de redação de Moreno durante 15 anos. O jornalista se disse emocionado com a homenagem ao amigo.

– Confesso que estou impactado por estar diante de uma escola fantástica, com uma iluminação natural primorosa. O Jorge Bastos Moreno foi um dos melhores jornalistas do Brasil em sua época, um profissional excepcional. Essa é, na verdade, uma homenagem à imprensa brasileira – destacou Ancelmo Gois.

EDI é terceira unidade inaugurada no Campus Escolar do Rocha

O Espaço de Desenvolvimento Infantil Jornalista Jorge Bastos Moreno é a terceira unidade escolar a ser inaugurada no Complexo Escolar do Rocha. Em março, a Prefeitura fez a inauguração do primeiro Ginásio Experimental Tecnológico da cidade, sediado no campus. Homenageando Elza Soares, cantora que revolucionou a música popular brasileira, a escola atende 200 alunos do Ensino Fundamental em turno integral. Antes, já havia entrado em atividade a Escola Cívico-Militar.

Ainda em março, a Prefeitura lançou mais dois novos Ginásios Experimentais Tecnológicos: o GET Coelho Neto, que atende 480 alunos do 7º ao 9º ano em turno único, no bairro de Ricardo de Albuquerque; e o GET Cardeal Leme, em Benfica, que recebe 750 alunos do 6º ao 9º ano, também em turno único, além das turmas Carioca I, Carioca II e Classe Especial, em horário parcial. Ambas unidades contam com sala especial denominada colaboratório, equipada com impressora 3D, máquinas de corte e de costura, aparelhos para serralheria e marcenaria, painel de ferramentas, entre outros equipamentos.

 

A nova unidade tem 12 salas, sendo quatro berçários e oito salas de atividades – Beth Santos/Prefeitura do Rio
  • 4 de outubro de 2022
  • Skip to content