Prefeitura amplia ações do programa Sábado Carioca com Escola de Lutas e curso profissionalizante

Publicado em 09/11/2019 - 14:23 | Atualizado em 11/11/2019 - 11:40
Escola Municipal Diego Mathias Hypólito, em Campo Grande, abrir as portas para as aulas de judô do projeto Escola de Lutas. Escola Municipal Diego Mathias Hypólito, em Campo Grande, abrir as portas para as aulas de judô do projeto Escola de Lutas. Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou neste sábado, 9 de novembro, a ampliação do programa Sábado Carioca, da Secretaria Municipal de Educação, que oferece aulas de reforço escolar, atividades culturais, esportivas e alimentação. Neste fim de semana, foi a vez da Escola Municipal Diego Mathias Hypólito, em Campo Grande, abrir as portas para as aulas de judô do projeto Escola de Lutas. E, além disso, estudantes com mais de 16 anos e os responsáveis pelos alunos da rede municipal terão, em 11 unidades escolares localizadas em diversas regiões da cidade, a oportunidade de se inscrever para o curso profissionalizante de Operador de Empilhadeira.

– A escola Diego Hypólito é um exemplo de gestão no Rio de Janeiro. Os alunos aqui melhoram a atitude, melhoram as notas escolares, as relações com a família. As crianças que são treinadas, seja no judô, jiu-jítsu, capoeira, sabem que têm potencial, se defendem, mas são disciplinadas e ensinadas por seus professores a saber que são maiores que seus adversários. E isso é muito importante – enfatizou Crivella.

Projeto Escola de Lutas oferece prática de lutas marciais em unidades escolares do município desde o dia 26 de outubro. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

O Sábado Carioca é uma ação da Prefeitura do Rio que acontece desde agosto e está atendendo, a cada edição, cerca de 20 mil alunos. O professor Carlos Eduardo Silva Jascone, diretor da Escola Diego Mathias Hypólito, que conta com 740 alunos do 6º ao 9º ano, fez um levantamento e constatou que os alunos que frequentam o Sábado Carioca estão tirando notas mais altas.

— Nossa escola está muito feliz com o Sábado Carioca e a Escola de Lutas, que traz, aos sábados, estudantes que poderiam estar na rua ou em casa para a sala de aula, a fim de realizar atividades esportivas. O judô é uma luta que nos ensina disciplina, respeito e responsabilidade. Quanto às aulas de reforço, temos registrado que mais de um terço dos estudantes que frequentam o Sábado Carioca aumentou a nota nas disciplinas que mais sentem dificuldade, que são Português e Matemática — relata o diretor.

A secretária de Educação, Talma Suane, destaca a melhora de desempenho das crianças com a criação do Sábado Carioca

– Desde agosto, já passaram 159 mil crianças aos sábados pelas escolas. A melhora de conceito já é grande. Os alunos vêm para fazer reforço e acabam fazendo outras atividades que somam no aprendizado. Que é o xadrez, a horta, a dança, o teatro, a reciclagem, a escola de luta… a gente teve no primeiro sábado da escola de luta duas mil crianças. – disse a secretária.

O projeto Escola de Lutas, que oferece prática de lutas marciais em unidades escolares do município desde o dia 26 de outubro, beneficia mais 20 mil estudantes. Capoeira, judô, muay thai e jiu-jítsu são algumas das modalidades que são ensinadas nas unidades atendidas pelo Sábado Carioca.

Lucas Santos Souza, 14 anos , aluno do oitavo ano na Escola Diego Mathias Hypólito, também é atleta da Confederação Brasileira de Judô. Ele destacou a importância da Escola de Lutas da Prefeitura para sua formação.

– Entrei na escola da luta da Prefeitura para aumentar meu desempenho. As aulas são boas para tudo. Nossa escola tem muitas crianças carentes e a luta te dá disciplina. Ajuda no desempenho escolar. Eu melhorei muito depois que comecei a lutar – diz Lucas.

Curso profissionalizante oferece 650 vagas

A sala de aula é lugar também de profissionalização. O curso de Operador de Empilhadeira oferece 650 vagas. A iniciativa é uma parceria da SME com a empresa Maq Operações. Os inscritos participaram de uma apresentação do curso neste sábado. A inscrição no curso é gratuita. As aulas estão previstas para acontecer ao longo de cinco sábados, até 7 de dezembro.

O curso de Operador de Empilhadeira oferece 650 vagas. Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio

Alef Silva 25 anos, autônomo, se inscreveu para adquirir mais experiência.

– É uma oportunidade única. Vim aqui pra adquirir mais experiência e aprender um novo trabalho.

Niely Garrido, 22 anos, desempregada, mora no bairro Vila Real, em Campo Grande.

– Temos a chance de fazer de graça um curso muito caro. Vai me ajudar a descobrir novos postos de trabalho -, comemora.

Confira abaixo a lista dos polos de inscrição do curso:

Ciep José Pedro Varela – Rua do Lavradio, 133, Centro
Escola Municipal Jornalista Assis Chateubriand – Rua Visconde de Santa Isabel, 272, Vila Isabel
Escola Municipal Bento Ribeiro – Rua Cônego Tobias, 112, Méier
Escola Municipal Suíça – Praça Antônio José de Almeida, s/n – Penha
Escola Municipal Pará – Avenida dos Italianos, 500, Rocha Miranda
Escola Municipal Grandjean Montigny – Praça dos Ucranianos, s/n, Pavuna
Ciep João Batista Cidade de Deus – Rua Edgar Werneck, 1565, Cidade de Deus
Ciep Frei Veloso – Rua Frankling Távaro, s/n, Realengo
Escola Municipal Medalhista Olímpico Diego Hypólito – Rua Campo Grande, s/n, Inhoaíba
Escola Municipal Nelson Romero – Rua José Baldino, s/n, Sepetiba
Escola Municipal Rodrigo Otávio – Rua Antônio de Almeida, 11, Moneró